sexta-feira, março 22, 2013

a figura do Professor do 1º ciclo

 
E demasiado importante para o futuro de uma criança, a influencia que causa, os valores que ajuda a transmitir, ... quem não se lembra do seu Professor primário? acho que quase todos os adultos o guardam no coração com carinho e admiração. Eu tive 3 Professoras, infelizmente, mas lembro-me delas com carinho. Bem excepção feita para a da 4ª classe que puxava orelhas e dava reguadas, mas aprendi mto com ela verdade seja dita. Violências de antigamente a parte, para mim o valor dos professores, principalmente destes professores e inestimável.
 
Hoje e dia de reunião com a Professora da minha Micas.
 
Maggie
 
 

3 comentários:

Mary disse...

Infelizmente não me lembro da minha professora primária com esse carinho.
Ela era simpática mas batia imenso, aliás ela ensinava a bater, não era só por mau comportamento, sempre que ia ao quadro e fazia algo mal lá vinha puxão de orelhas (o mais suave) e depois o pior a cana que ela tinha de vez em quando também agia. Era mesmo má. Portanto não fiquei com as melhores recordações e tudo que desejei foi que os meus filhos não tivessem uma professora assim, se bem que nos dias de hoje elas já não podem fazer isso e ainda bem!
E acredito que muita gente de há 30 anos não tem boas memórias das professoras porque naquela altura haviam muitas como a minha!

Anónimo disse...

Acho que está a generalizar um pouco, na ficção se calhar as professoras primárias são todas boazinhas e simpáticas, com uns óculos queridos e uma cara querida. Mas só mesmo na ficção!
Também tive uma das que batia e não acho que aprendi com isso. A minha mãe chegou a ir falar com ela e ela chumbou-me de ano! Só não chumbei mesmo porque a directora da escola viu as minhas notas e percebeu que era "vingança". E antigamente as professoras primárias eram assim, faziam o que queriam com os miúdos, e se os pais fossem reclamar, elas ameaçavam chumbar. Não é assim tão cor de rosa como pinta.
Lembro com mais carinho alguns professores do ciclo e do secundário.

Anónimo disse...

tb n me lembro da minha com carinho nenhuma, era uma freira q batia sistematicamente na miuda "pobre" do colegio..pq a menina era filha de feirantes q por sinal ate podiam pagar o colegio.. n me parece q mta gente tenha boas memorias dos tempos idos e ainda bem..ehheh