terça-feira, março 26, 2013

no mundo do trabalho

Um dia uma anónima veio aqui acusar-me de não gostar do meu trabalho, (como se eu não tivesse o direito de não gostar do meu trabalho, ora essa), pois realmente não gosto, não é o que eu gostava de fazer na vida. E infelizmente qdo não se gosta do que se faz nunca podemos ser mto bons ou os melhores, e qdo não há motivação e o trabalho é mto pouco, pior ainda. Por outro lado qdo gostamos do que fazemos podemos chegar longe, mto longe, podemos sonhar e acreditar que um dia estaremos onde queremos. Eu conheço uma pessoa assim, que trabalhou mto, que aprendeu e que está feliz com o que conseguiu alcançar.
Bem sei que com a crise que vivemos é difícil encontrar o emprego de sonho, que já é bom ter um trabalho nos dias que correm, mas eu conheço a diferença, e vejo onde é possível chegar quando se trabalha com gosto e paixão.

E já agora, quem gosta do trabalho que faz?

Bom resto de terça feira

Maggie

7 comentários:

Chic Maria disse...

Eu gosto do meu trabalho mas tive a sorte de estudar para isso e arranjar trabalho na área. No entanto há particularidades dentro da minha área que ainda gostava mais. Mas já passei por trabalhos que não gostava e tens toda a razão, quando não gostamos é muito difícil ter motivação o que se reflete nos nossos resultados! :D

A Minha Cozinha Na América disse...

Olá. Quando estava em Portugal adorava o meu trabalho,sentia me realizada, ate que um dia a situação mudou e a minha função mudou radicalmente. Desde esse dia não havia motivação para trabalhar, vivia em constante pressão... Um dia surgiu uma oportunidade de mudar de vida, de começar do zero! Agora estou a lutaer para um dia poder voltar a fazer o que gosto! Força, os dias cinzentos não duram para sempre!

Maria disse...

Eu...Maggie...eu! Tenho a sorte de amar de paixão o que faço...e sim quando gostamos do que fazemos singramos quase sem dar por isso porque nos entregamos de coração e alma ...!
Maria

RAINHA MÃE disse...

Pois eu sou como tu, não me sinto realizada no que faço! Trabalho numa empresa familiar, que além de ser do meu pai é de mais 6 irmãos, 2 deles aqui a trabalhar e agora mais 3 primos. Podes imaginar o que é? É que toda a gente quer mandar! E o teu trabalho nunca é bem feito? Bem, podia passar aqui o resto do dia a dar explicações, mas a verdade é que praticamente nas mesmas condições o meu pai simplesmente ama o que faz! Eu tento sempre dar o meu melhor, e ter uma postura o mais integra possível! Bwijos

carla disse...

Olha, eu também não gosto! E já o disse várias vezes. Dou o meu melhor, com profissionalismo, mas que não me realiza, não. É o que me é possível ter neste momento, portanto é o meu trabalho. Mas que não gosto, não gosto.

Maria João disse...

Eu gosto muito do que faço. Aliás, se não gostasse acho mesmo que seria obrigada a mudar de profissão. Uma enfermeira que não goste do que faz, deve ser algo assim para o perigoso! Para os doentes e para ela próprio. Acho que há trabalhos que não gostamos, mas "que se vão fazendo". Não acho ser possivel alguém seguir a carreira de enfermagem sem gostar...Mas atençao, nunca sonhei ser enfermeira. Fui aprendendo a gostar!

Ruby disse...

Eu gosto do que faço, gosto de trabalhar onde trabalho, já estive nessa situaçao e aguentei até poder, depois despedi-me e felizmente que encontei este e já lá vao 17 anos, mas há dias dificeis, como tudo na vida.

bjs