sexta-feira, março 22, 2013

nem sempre ter pais exigentes e mau !

Eu fui uma aluna primaria assim para o Bom (grande), mas por vezes tbem tinha um bom (pequeno), era uma miúda alegre e despachada como a minha Micas embora não fosse tão destravada, vá era assim um bocadinho. Os meus pais sempre foram mto culturais, ouvíamos opera no gira discos, fui a mtos e variados museus, exposiçoes de pintura, alguns espectáculos sempre culturais, não havia cá espetaculos para crianças há 30 anos. Passeávamos mto tbem, por sítios em que pudéssemos aprender alguma coisa mas não eram exigentes com a escola. Ficavam felizes qdo as filhas tinham boas notas mas animavam-nos qdo as notas não eram tão boas. Não havia cá castigos por mas notas, nem ameaças de ficar sem alguma coisa que gostávamos. Eu gostava que eles tivessem sido um pouco mais exigentes, eu tinha melhores notas qdo me esforçava, sempre trabalhei melhor sobre pressão. Portanto desde que seja com conta peso e medida a exigência pode ser uma coisa boa. Humm??

Bom dia

Maggie

5 comentários:

Maria João disse...

Eu acho a exigência uma coisa boa. Desde que seja como tu dizes, com peso e medida consoante a idade. Mesmo sem ser na escola, somos exigentes com os nossos filhos não é? Eu plo menos sou.

Pé de Chinelo disse...

Os meus pais sempre foram muito exigentes até à Universidade. Sempre fui aluna de 5´s ou médias de 18's (e em excelentes escolas). Nunca me atrevi a tirar uma negativa. Não estudava basicamente nada em casa e só em vésperas mas nas aulas sempre me preocupei em estar atenta a absorver. Infelizmente (MSM INFELIZMENTE) não me pressionaram na Universidade nem nas dezenas de 20's que desisti de diversos cursos e "culpo-os" por isso ("Mas porque raio me deram opção de escolha nessa fase realmente importante?"), acabei por seguir o caminho mais fácil, de ser uma aluna mediana, com uma vida social para lá do activa, cujo objectiv era o canudo. Hoje arrependo-me bastante. Sou Directora de um sitio mas estou longe de estar realizada e, infezlimente, o que fiz com uma perna às costas e muitas ressacas (o meu curso actual) não me permite alcançar outros horizontes e com o sustento de uma casa e de uma familia, falta-me tempo e dinheiro para mudar.

ana disse...

O problema é saber o que é exigência "com conta e medida"...porque não depende só dos pais, depende muito da criança e depende da idade dela. No 1º ciclo exigência, para mim, é pedir que sejam educadas, responsáveis com as suas obrigações e concentradas no que estão a fazer. Não é exigir cincos ou MBom. Hoje comprei uma prenda (é raro comprar prendas) a cada uma das filhas para assinalar o fim do período e não fiz distinção nenhuma por uma ter tudo 5 e a outra não.
Quanto a mim, nunca ninguém me exigiu nada e não foi preciso. A minha mãe, sozinha com 2 filhos, nunca ia à escola nem me ajudava nos TPC nem fiscalizava as notas. Sou doutorada, portanto, a coisa não correu mal...

Anónimo disse...

hoje todos sao exigentes com escola . com notas etc pq é moda e a competição é renhida entre os pais e mto pouco exigentes na educaçaõ..eu sou dos tempos antigos..prefiro ter filhos bem educados do q superiormente instruidos..

Maggie disse...

Eu tbem sou dos tempos antigos, e ainda ontem vim babada da reunião da Escola. A minha Micas é educada e boa aluna, podia ser melhor mas pronto, estou feliz.
A competição pode ser saudável, e a educação pode ser compatível com filhos superiormente instruídos, não?

Bjos
Maggie