segunda-feira, abril 29, 2013

educar tbém é deixá-los ir ...

Esta coisa de cuidarmos dos nossos meninos de uma maneira tão diferente de como fomos cuidados faz deles um bocadinho totós, não será? ora bem, eu com a idade da minha Micas já ia há mercearia comprar alguma coisa que faltasse em casa, já ia ao café comprar tabaco ao meu pai e vinho ao Zé da tasca, mesmo em frente de casa. Lembro-me de a minha mãe ficar á janela a ver a minha curta viagem. Passados 30 anos eu não deixo as minhas filhas no jardim de casa sozinhas, qto mais irem ali ao café da rua comprar 2 pastilhas? Ontem aproveitei estar a tomar café numa mesa alta no Pingo Doce e mandei a minha mais velha comprar um pacote de pastilhas, escolher, meter-se na fila e pagar. Tadinha estava feliz mas mto atrapalhada, a Sra da caixa a perguntar-lhe se eram só as pastilhas, (com ar desconfiado), e a dizer-lhe que as moedas não chegavam, ela a andar na minha direcção para dizer que faltava dinheiro, a estúpida da Sra que estava atrás na fila a olhar de lado para uma miúda de 7 anos, e eu a avançar para a caixa com toda a calma do mundo para lhe dar as moedas que faltavam. Infelizmente nem nós pais damos a" liberdade" que eles deviam ter, nem a sociedade encara com normalidade uma menina de 7 anos na fila do supermercado.


Maggie

5 comentários:

Anónimo disse...

É verdade que hoje em dia as coisas estão muito diferentes. Mas aquilo que não é normal é dizeres que te dirigiste à caixa "com toda a calma do mundo" quando estão pessoas à espera para serem atendidas :(

Mel disse...

pois é, e tudo hoje é mto diferente de à 30 anos! bjinho

Mamã Petra disse...

Felizmente vivo numa aldeia á beira mar plantada e por aqui, ainda há muitas coisas de há 30 anos, os meus filhos vão a pé para a catequese e os 2 sozinhos, são 800m de casa, a minha do meio vai de camioneta para a escola e adora, e deixo-os irem andar de bicicleta aqui para a rua mesmo em frente a casa, além de outras coisas mais. Acho que é saudavel e dá-lhes alguma independência, autonomia. Ah e a Margarida vai á mercearia sozinha há muito tempo e são 600m.

Beijinhos

Maggie disse...

grande sorte Petra, pois isso dá-lhes independencia. se visses os olhares que lançaram ontem á minha filha na fila para pagar, nem simpatia da sra da caixa, nem uma tentativa de olhar em volta e perceber se a miuda estava sozinha, nem uma simpatia da sra de que estava a trás, como se a miuda fosse uma intrusa e não uma cliente como outra qualquer, enfim...
eu na idade da minha mais velha tbem ia sozinha para a catequese, mas aqui nem pensar.

Bjos
Maggie

Lisa disse...

Eu também acho que nós estamos a deixar as crianças mais totós ao não lhes darmos tanta liberdade. Eu comecei a deixar o meu filho pagar a conta o café assim que começou a distinguir as moedas que foi por volta dos 7 anos. Com 9 vai passear a nossa cadela na rua e eu não fico à janela (fiquei nas primeiras idas). Atravessa a rua para ir a casa dos primos. Acho que ainda lhe devia dar mais responsabilidades e confiança mas confesso que tenho receio. Mas por exemplo costumo ir acampar e deixo-o bastante à vontade para ir brincar nos escorregas e voltar (como sabe ver as horas marco hora de regressar) faço isto desde os 7 anos. Mas são situações esporádicas e em locais controlados.
Beijinhos