segunda-feira, maio 20, 2013

esta coisa de "escolher os amigos dos filhos" parece-me errado ...

mas então como é que se faz quando não queremos que os nossos filhos sejam amigos de A ou B ? como fazer-lhes ver que há outros amigos que são melhores amigos ? que o amigo A ou o amigo B não é na verdade amigo, não tem atitudes de amigo?

Infelizmente há crianças que são más e outras que são ingénuas demais,( é o caso da minha mais velha), mesmo que alguém não seja amigo dela ainda assim a minha filha teima em dizer que é amiga de  ... vai ter que aprender sozinha, não é? não posso fazer grande coisa para a ajudar pois não?
Alguma ideia luminosa?


Obrigadinha

Maggie

8 comentários:

Cris and Crafts disse...

Eu não tenho filhos, logo não tenho experiência para te poder ajudar, mas sei bem que há uma verdade universal: quanto mais tentares afastar pior. E também apesar de queres o melhor para as tuas filhotas, às vezes é preciso deixá-las cair e depois abraçá-las e dizer que tudo vai ficar bem. Bjs

Mary disse...

Tive uma amiga de infância que durou até aos meus 17/18 anos. Idade em que descobri por mim aquilo que a minha mãe me andava a dizer desde os meus 9/10 ... Chegando mesmo a proibir-me de ser amiga dela, mas quanto mais proibia mais eu queria ser.
A vida é assim, há coisas que temos mesmo que aprender sozinhos.

p* disse...

Vão ter que descobrir por elas, faz parte da vida. :)

Sentada na ponta da lua disse...

Acho que ao longo da vida temos que conviver com todo o tipo de pessoas. E embora às vezes não gostemos das escolhas de amizade dos nossos filhos, a única coisa que podemos tentar fazer é orientá-los. Se houver essa boa orientação eles aprenderão a fazer as suas escolhas!
Bjs

Nany disse...

Quando descobrires a fórmula avisa.
Mas desconfio que é algo que têm de descobrir por eles.
Bjs

Quel* disse...

Eu sempre fui a ingénua, a que sempre perdoava toda a gente, mesmo que fossem crualmente maus comigo. Sempre fui muito avisada pelos meus pais, mas não valeu de nada. Tive de aprender às minhas custas, com muitas cabeçadas.

Anónimo disse...

eu nao dou palpites nas amizades da minha filha, pelo facto que não existem nem as perfeitas nem as más, existem as tontas, se calhar.. mas essas nem boas nem más conseguem ser.. por isso n me meto..aprenderá à sua custa e com a nossa orientação em algum caso mais especial

Maggie disse...

Cara anónima já cá faltava um comentário deste tipo. Há formas mais doces de dizer o mesmo, não é preciso destilar tanto fel, cruzes credo.
Felicidades para si

Maggie