segunda-feira, julho 08, 2013

o que mudamos enquanto crescemos ?


Descobri há uns meses no facebook uma amiga dos tempos de adolescencia. Passávamos a vida na casa uma da outra, e passámos férias juntas, passámos tardes sentadas no café perto da escola, conheci-lhe vários namorados, e as chatices com os pais. Ouvi-lhe muitos lamentos por causa dos rapazes, ela era muito gira e fazia um sucesso com os rapazes como eu nunca vi, quase todos tinham um fraquinho por ela mas a rapariga tinha a tendência para escolher sempre os mais complicados. Fomos grandes amigas até aos 20 anos, depois ela mudou-se para longe ainda não havia telemóveis e acabámos por perder o contacto. Passaram-se 18 anos e ela está na mesma, bem na verdade já não a acho tão gira mas percebi que continua com problemas em escolher homens. Com tanto rapaz ao cimo da terra agora tem um namorado que parece pai dela, podia ao menos ser bem parecido mas não é, bem se calhar é como diz a minha amiga Claudia que agora há falta de homens, ainda assim vou acreditar que ele a faz muito feliz, que é um amor de pessoa e que ela está apaixonadíssima por ele. Desejo-lhe as maiores felicidades mas vejo que ela não mudou, que procura o que não existe e que tem tendência para ser mãe deles em vez de ser apenas e só namorada. Já vi que pouco mudamos ao longo da vida, a essência é aquela e acabamos sempre por ser  iguais ao que sempre fomos, mesmo que não sejamos felizes.

Bons dias

Maggie

2 comentários:

Mariposa Colorida disse...

Há pessoas que nunca mudam!

Sónia disse...

às vezes mudar assusta e por isso é mais fácil e confortável ficar igual...