terça-feira, novembro 26, 2013

as crianças na escola


"São muitos os rótulos que colocamos com o prefixo “dis” para identificar alunos com dificuldades académicas. Têm dislexia quando têm dificuldade a ler. Têm disgrafia quando a sua letra é impercetível e bastante irregular. Têm disortografia quando os erros são mais que muitos. Têm discalculia quando o cálculo é uma baralhação imensa. Têm …; Têm …; Têm … Cada vez mais se constata que há rótulos para tudo que é criança.
É inegável que há crianças com dificuldades específicas de aprendizagem. Contudo, a preocupação surge também quando essas dificuldades não advêm de fatores internos à criança, mas sim externos e pela envolvência do meio que a rodeia.
Pouco se fala em dispedagogia, em que as dificuldades dos alunos também advêm pela forma como os professores os ensinam despoletando dificuldades, até ao momento inexistentes.
Esta é uma das preocupações emergentes no contexto escolar de hoje. A preocupação acontece pela facilidade de culpabilização do outro pelo seu insucesso, ao invés de uma reflexão pessoal. Para provocar mudança promovendo sucesso no aluno, há que haver mudança para o sucesso do professor."
(Pais & filhos)
Muito interessante, não vos parece?
(entretanto encontrei uma mãe que sente exactamente o mesmo que eu em relação á escola e á educação, afinal não estou sozinha nesta questão, chama-se Marta e é super gira)
Bom dia
Maggie