quinta-feira, novembro 14, 2013

porque vem aí o Natal, e porque há dores inimagináveis ...

(Fnac)


"Rodrigo costumava dizer à mãe, Mila, que falava com Jesus e que iria morrer – «Vou para um sítio muito lindo, muito verde.» Aos 7 anos, um acidente causado por um camião levou-lhe a vida e a do seu pai. No dia do velório de Rodrigo, uma mulher de meia idade e olhar sereno aproximou-se de Mila e disse-lhe: «Sou uma mãe que também perdeu um filho. Queria dizer-lhe que ainda vai ser feliz. É uma felicidade diferente, mas vai ser.» Enquanto presidente de uma associação de apoio a pais em luto, Mila viria a conviver de perto, ao longo dos anos que se seguiram, com centenas de homens e mulheres que, tal como ela, carregam a maior das dores que alguém pode sofrer: a perda de um filho. "Os Anjos Não Comem Chocolate" fala-nos de amor, sofrimento, coragem – e, acima de tudo, da extraordinária capacidade do ser humano de encontrar um sentido para tudo. Até para o impensável."


Bom dia

Maggie

4 comentários:

Bi disse...

Já leste?? Acho que não tenho coragem...
Beijnhos

Maggie disse...

ainda não li, só o descobri hoje no site da Fnac, mas quero comprar e ler. Já vi esta mãe no programa da tarde da TVI, e gostei dela, é tão fácil identificarmo-nos com ela, somos mães e todas temos medo de perder os nossos filhos. Esta mãe voltou a ser feliz porque o filho "vive" todos os dias com ela. Esta mãe não fala com dor, fala com aceitação, e sem rancor. não sei como ela consegue por isso estou curiosa para ler o livro.

Bjos

Maggie

Lilitavares disse...

Tenho o livro e já o li. Lê-se num instante e ficamos com o coração muito apertadinho enquanto se lê...Vale a pena a leitura

bjinhos

OutraMaria disse...

nao sabia da existencia deste livro, mas acho que no dia que o ler vou chorar imenso... adoro crianças e para mim não deveriam nunca sofrer... e quando morrem penso que é mais um anjinho da guarda junto de deus... as nossas estrelinhas, mas para os pais é sempre uma enorme perda... ficam sem alma. A vida é injusta neste aspecto.