quarta-feira, dezembro 04, 2013

e ainda a parolice dos jantares de Natal das empresas

(não são todos atenção)
São aqueles em que cada um paga o seu, aqueles em que o patrão não oferece nada que isto agora com a crise está tão difícil... Aquele em que se for almoço se engole tudo em 30 minutos, que se paga em 5 minutos e que sem falhas ainda se tem 10 minutos para chegar ao trabalho. Sim que é Natal mas o patrão não gosta de atrasos. Estes são os almoços de Natal de trabalho que tenho tido, sim só almoços que eu recuso-me a tirar horas á família para estar com quem já passo os dias, e que não me interessa nada. Acredito que hajam jantares de Natal de empresas como deve ser, infelizmente nunca tive a sorte de trabalhar num sitio desses, mas como a malta anda sedenta de festas e festarolas sejam elas festas com sentido ou não, o que o pessoal quer é comes e bebes e depois ainda ir tomar um copo. Tudo serve para deixar a família  em casa e ir dar um pézinho de dança ainda que seja com quem se trabalhe e que muitas vezes ao longo de um ano inteiro nunca tenha dado um  bom dia. E depois a malta fica muito admirada: como é que é possível se ainda ontem ficou ao meu lado no jantar?  Não gosto destes falsos almoços ou jantares de Natal, não sou sonsa e já não sou uma miúda para andar a fazer as vontades a outros só para ficar bem nas fotos. Vou a todos os almoços e jantares de pessoas de quem gosto com muito gosto, vou ás festas de Natal das escolas, e até a lanches de Natal de amigas, agora a parolice das festas de Natal das empresas em pizzarias, dispenso. Já não tenho idade para fretes!
(vá mandem lá umas pedras e digam que na vossa empresa os jantares de Natal são uma maravilha)

Beijinho e queijinho


Maggie

14 comentários:

Sónia disse...

lol Partilho da tua opinião, quando estava na tropa nunca ia a esses jantares, e sei que fui penalizada por isso mas nem queria saber, já os aturava durante o dia todo e não ia roubar tempo à minha família para fretes.
Lanches e jantares com amigos esses sim venham eles!
Beijinhos

Na Província disse...

lol lol lol Ja sabe que partilho da sua opinião :)
não tenho paciência para isso !

Rita disse...

A Maggie está com inveja de quem trabalha e tem uma vida útil e que nesta altura se diverte com os presentes do amigo secreto e com os jantares de Natal. Tem bom remédio volte ao trabalho, nessa altura não era contra nada disto lol, até participava, agora como não vai viver isso só vai ficar a ver a felicidade dos outros a falar do assunto toca a chamar de parolice. Dois post que são o espelho de como dói ver os outros mais felizes que vc! ahahahahhahahaha vc é muito prevísivel!!!

Maggie disse...

olá Rita, está enganada não tenho inveja nenhuma. Não irei a uma festa de Natal da minha empresa mas irei a outras, onde os patrões fazem questão de oferecer e de conviver com os empregados em ambiente descontraído e de festa. E quanto ao amigo secreto acredito que a Rita e muitas pessoas apreciem a brincadeira mas eu dispenso. Não preciso de "presentes" desses. Festas de Natal de empresas não vou há uns 9/10 anos, daquelas michurucas conforme expliquei, ás outras vou todos os anos. estou cada vez mais selectiva é verdade, cada vez vou mais só ao que me interessa. não acha que faço bem?

Bjos para si

Maggie

Anna Marian disse...

Concordo e não concordo. A verdade é que há de tudo sejamos honestos. Eu felizmente tive a sorte de calhar num ambiente de trabalho onde passo a maior parte do meu tempo lá e passo-o muito bem. Tenho uma equipa cinco estrelas e que me apoiam incondicionalmente. Não fui ao jantar porque infelizmente era caro demais para mim, mas como se não bastasse a equipa toda juntou-se para me oferecer o jantar sabendo bem que as possibilidades não são muitas. Bem sei que sou excepção à regra e que felizmente tenho muita sorte. Mas digo-te que nesse jantar e nos restos dos locais, cada um pagou o que era seu ;) em conjunto tudo é mais fácil. Embora por exemplo no caso da empresa do meu pai, sendo a empresa mais pequena o meu pai foi o que ofereceu jantar a todos. Há de tudo Maggie, não podemos generalizar ;) Beijinho xx

Rita_in_UK disse...

O da minha equipa vai ser no cantinho do Avillez. Espero sinceramente que a chefe (que escolheu o local) se chegue à frente porque aquilo deve ser coisinha para me por a pão e água o resto do mês :D.

Maggie disse...

Ahhh ok Rita no Cantinho do Avillez também posso ir e pagar, agora na Pizzaria Central de Tires dispenso, hahahahaha

Beijinhos

Maggie

Anónimo disse...

Lololololol!! Que parolice a sua!

Bonitinha disse...

O meu marido pensa como tu, ele fica indignado com o dinheiro que a empresa gastou para fazer a festa em um cassino na Alemanha ao invés de dar um salário melhor para os empregados. Nem queria ir, mas eu insisti porque já estava feito, não ia mudar nada, ao menos queria aproveitar para sair de casa "de graça". Aqui não teve amigo secreto, não tem esta tradição.
Beijinhos

Mariposa Colorida disse...

O meu patrão (o Estado Português) nunca teve a amabilidade de nos pagar nada). Mas confesso-te, já fui a vários jantares de Natal do meu serviço e deixei de ter paciência. Não estou para estar a fazer fretes com pessoas com quem não ligo a mínima o ano inteiro. Já tive juventude para aguentar isso. Agora não.

ana disse...

Talvez na os almoços na pizzaria de Tires juntem pessoas que não têm dinheiro para ir ao cantinho do Avillez, mas têm outras coisas para partilhar. Nem todas as festas são chiques, nem todas as pessoas precisam de muito brilho para se sentirem bem umas com as outras - mesmo que não sejam amigas, mas partilham por vezes mais tempo com essas pessoas do que com os próprios filhos ou marido/mulher.
A minha festa de "empresa" não podia ser mais parola - numa cantina escolar, cada um paga o seu e a ementa é pobre, porque o preço também o é (já foi melhor, mas veio a crise). Se fui quando havia champanhe, também vou com o Joi laranja. As miúdas adoram - para elas uma cantinha pode ser um palácio, felizmente.

Maggie disse...

ahhh mas tu falas de outra coisa, falas de amizade entre colegas, tanta que até podes levar as tuas meninas, isso é realmente outra coisa.

Bjos

Maggie

tixa disse...

No meu jantar de Natal tenho a sorte de ser o patão que paga, é sempre num sitio agradável com comida boa (tb tenho voto na escolha hihihihi), como a maior parte dos colegas não se vê durante o ano (porque é uma empresa internacional) então aproveitamos para pôr a conversa em dia e claro podemos levar marido e filhos se quisermos claro!
Se é o melhor jantar de sempre? não mas faz parte do trabalho...não o encaro como frete.
O amigo oculto já tive noutra empresa que trabalhei e tb confesso que detestava... finalmente houve a coragem de acabar com isso ;)
Bjs e não ligues às más linguas

Joaninha Musical disse...

Eu apenas me lembro dos jantares de turma da minha escola. Eram todos muito bons mas eu só pude ir a dois deles e num embebedei-me e jurei nunca mais voltar a beber na minha vida porque é totalmente absurdo beber bebidas alcoólicas. Beijinhos,espero que tenhas um excelente mês de dezembro.