sexta-feira, março 14, 2014

e então Maggie, ainda não estás farta de estar em casa?


Pois a resposta é não, eu sei que dito assim parece um bocadinho mal mas eu não quero saber o que parece ou possa parecer! A resposta e mesmo não. Aqui há uns dias uma amiga fazia-me a pergunta e automaticamente respondi-lhe e só depois fiquei a pensar. Realmente não estou farta e porquê? porque tinha um trabalho das 9h ás 18h com uma hora para almoçar (nem mais minuto nem menos minuto, nem á entrada nem á saída), porque tinha um trabalho que era uma grande seca, porque para o fim já nem tinha trabalho, ou melhor despachava aquilo em menos de 1 hora e depois ficava a olhar para ontem. Não estou farta porque passava os dias sozinha sem ninguém ao lado a quem dizer um ai, porque tinha que chamar alguém para ficar no meu lugar sempre que precisava de fazer um chichi ou queria ir trincar uma maçã, porque não tinha colegas que me tenham ficado no coração, porque era só um trabalho acinzentado. Ora agora estou livre, entro e saio de casa quando quero, vou á escola das pequenas sempre que me apetece ou há alguma reunião, vou tomar um cafézinho e comer um pastel de nata ao final da tarde, posso dar-me ao luxo de ficar com as miúdas em casa nas férias, e quando ficam doentes. Vou ao shopping ver as ultimas novidades e ás vezes almoço nos meus pais. Na realidade, se eu tivesse um trabalho que eu gostasse, se tivesse um trabalho onde não estivesse isolada, se tivesse um trabalho que me ensinasse alguma coisa, se calhar tinha saudades mas assim não. Passo bem os dias obrigada, tenho televisão, internet e estou perto do mar, recebo a revista Máxima e a Sábado. Tenho boas pernas, gosto de andar e passear. Estou em casa quando as minhas filhas chegam da escola e juntas brincamos, fazemos os tpc´s e tomamos banho. Quando me fartar eu aviso, por enquanto estou feliz assim!


Maggie

2 comentários:

Maria João disse...

Eu considero que tenho o trabalho perfeito. Gosto mt do que faço e faço-o 2 vezes por semana, das 7h30 às 21h. Eu escolho os dias em que trabalho :) São dias longos, mas compensa os outros dias em que posso estar em casa a fazer o que me apetece e a acompanhar os meus filhos!

Rita_in_UK disse...

Disseste bem: Podes dar-te ao luxo. Nota-se que não te privas de (quase) nada. Eu por acaso tenho um emprego que adoro e que me dá alguma liberdade para trabalhar de casa quando me apetece, mas mesmo assim, quando a pressão é muita e penso que vou mandar aquilo tudo às urtigas, penso nas contas que tenho para pagar e passa-me logo :). E tenho outra coisa: odeio domestiquices... passei por isso quando estive fora, e odiava o trabalho doméstico. Adoro ter empregada todos os dias e chegar a casa, ter os miúdos de banho tomado, mesa posta, roupa passada no armário. Se calhar até me podia "dar ao luxo" de ficar em casa, mas para ser eu a doméstica... Nope. Eu se ficasse me casa queria o kit completo: empregada a full time, e ainda assim largueza financeira. Resumindo e concluindo: acho que só o euromillions me safaria :)