sábado, abril 26, 2014

a nossa vida sem pai e a minha vida sem marido ...


e o que posso dizer sobre isto? que é uma grande seca, não há muito a dizer. Estou para aqui num marasmo total, os primeiros 4 dias passaram-se bem porque foram dias de semana, dias em que as miúdas estão na escola e tu a trabalhar por isso não vires ao fim do dia custa um bocadinho mas acaba por passar bem. Arranjámos brincadeiras para nos entretermos ao serão. Os dias de feriado e fim de semana são os que custam mais, sacanas dos dias que não passam … bem vou ali passar a ferro que ando uma desleixada de primeira, não tenho feito nada e os montes de roupa parece que ganharam vida, crescem e reproduzem-se, tenho a certeza!
Não me vou alongar muito mais, fico feliz que tenhas apanhado dias de calor mas fico ainda mais feliz pela previsão de chuva, afinal quem é que gosta de receber de volta um marido todo bronzeado? eu cá não estou para isso, para me veres com boa cara só se chegares estafado, branco como a cal e de roupas esfarrapadas como se viesses da guerra ;) 
( vens sempre com um ar tão saudavel e de férias que eu fico sempre á espera que saia uma gringa platinada do carro logo atrás de ti, isso ou encontrá-la dentro de uma mala misturada com as roupas ;), hahahahaha)
E pronto vê-se logo que estou com uma neura do caraças e já começo a dizer coisas sem sentido, bom é melhor passar ás despedidas: temos saudades e não gosto da vida sem ti!
Diverte-te.

Bom tarde, para ti: bom dia!


Maggie

4 comentários:

Flor Guerreira disse...

Oh menina, já não está habituada? Ou anda apaixonada, com os ares da Primavera?

Maggie disse...

Adoro o meu marido e apesar de habituada custa muito quando são muitos dias!
Bjos

Maggie

p* disse...

Esse adorar é mesmo diferente do meu! Eu gosto de partilhar a vida com o meu marido (e não ´só, com as pessoas que gosto dependendo do que for fazer! ;) ) Mas, quando estou longe dele(s) quero que estejam o melhor, o mais divertidos possível!!

Maggie disse...

Mas eu também gosto de partilhar a minha vida com o meu marido, o que não preciso de partilhar são as tarefas domesticas, essas sim é que estou habituada a fazê-las sozinha. Agora o estar cá sozinha, o não ter companhia custa muito, a isso duvido que quem goste se habitue.

Bjos

Maggie