sexta-feira, maio 30, 2014

a esta hora a minha Micas já fez o teste


e como será que lhe correu? e será que usou a cabeça para pensar? hummmmm
Com a minha Micas os testes são sempre sem stress, não há cá nervos, nem dores de barriga e nem vómitos. Ela vai como vai todos os dias, feliz e contente. Gosta da escola, gosta da professora, gosta da matemática, gosta das amigas mas o teste é sempre uma incognita. Pelas palavras delas corre sempre bem, pois claro o pior é depois no resultado, que não é assim tão espectacular. Mas com a minha Micas já percebi que não vale a pena um grande esforço, as coisas correm-lhe melhor ou pior conforme a fase lunar, ou a inclinação do vento. É como acordar de manhã. É preciso que o teste calhe num dia em que ela esteja para ali virada, depois uns pózinhos mágicos e se for um dia bom tem A, se for um dia mais murcho tem C.  Não interessa se estudou muito ou pouco, ela sabe a matéria, é interessada mas não e esforçada. Se a coisa der trabalho vai de cruzes, assim a olho. Ora deixa cá ver: se esta é V e esta é F  isto deve ser sempre a alternar daqui até lá abaixo, até aos problemas. É um doce a minha Micas mas quando ponho os meus olhos nos testes dela e vejo o que errou, fico parva, é sempre no mais fácil. Ou porque não viu ou porque não reparou, ou porque se esqueceu que ia um numero de trás, ou porque oh mãe eu quase acertei … E pronto os testes intermédios estão feitos, falta o do estudo do meio para a próxima semana. E para a próxima semana tenho a Maria Castanha com os testes todos e a Maria Castanha é mais atenta mas não é tão interessada como a Micas. Foi por isso que inventámos umas frases mágicas, para que não se esqueçam que o que é preciso é: ATENÇÃO e CONCENTRAÇÃO!


Maggie

Sem comentários: