terça-feira, maio 13, 2014

há crianças que nem parecem crianças … (eu já nem me lembrava que há crianças assim)


de tão interesseiras e alcoviteiras que são. E são tão intrometidas que se tornam irritantes, e são tão graxistas que se tornam peçonhentas, e não há coisa mais feia do que uma crianças deste tipo.
Na sala da minha filha há uma miúda assim, uma miúda que vive colada á professora para não perder conversa, como se lhe interessassem todos os temas. Não sei se ouve tudo e depois vai contar em casa, ou se guarda só para ela mas não deixa de ser irritante o raio da miúda. Tem a mania que é melhor do que os outros, é queixinhas, e ainda por cima mentirosa. A minha mais velha já contou que quando a professora se ausenta da sala ela passa para a frente e arma-se em chica esperta, aponta os nomes dos meninos que falaram ou que ela considera que se portaram mal para assim que a professora entrar na sala apresentar-lhe a lista, e ás vezes é mentirosa, diz que um menino falou e é mentira …
Não sou de dar importância a este tipo de gente ainda que seja uma miúda e incentivo as minhas filhas a fazerem o mesmo, ou seja a não lhe darem importância nenhuma mesmo. A primeira vez que me apercebi de que a miúda era alcoviteira foi quando a minha Micas chegou a casa a dizer que ela
 lhe tinha dito que a minha mais nova se porta mal no teatro. E ela com isso? pensei eu. Se a minha filha se porta mal ou não ela não tem nada com isso, existe um caderno correio, existem professores e auxiliares e existem telefones e telemóveis. Enfim, desta vez não liguei mas há uns tempos fui á escola falar com a professora e a miúda lá estava, era a única na sala estavam todos no recreio. Foi mandada sair pela professora porque eu queria falar com ela e posso dizer que a miúda fez tudo para permanecer na sala o máximo de tempo possível a ver se ás tantas já nem dávamos por ela e começávamos a conversa. Ela arrumou todas as mesas e cadeiras, ela apagou o quadro todo, ela arrumou as almofadas ao fundo da sala, ela fez queixas dos colegas, ela acusou alguns que se esqueceram dos casacos, eu sei lá mais o quê até a professora se pôr á porta com ela aberta á manda-la sair. Saiu, a porta foi fechada ainda assim ficou á espera de ver se ouvia alguma coisa do lado de fora. Esta miúda é um carrapato. Como não ouviu nada foi logo avisar as minhas filhas de que eu estava na escola e na sala a falar com a professora. Há uns dias também dei com ela a fazer queixinhas á professora porque uma aluna, por acaso só a melhor amiguinha dela, tinha a mochila por lá mandada para um canto com o portátil lá dentro, no fim das aulas as mochilas ficam todas num canto, se tinha lá ou não o portátil não era assunto   dela. Esta miúda é uma graxista de primeira, pensei. E esta miuda já me conheça a irritar solenemente, assim que me vê chegar á escola ainda eu estou do lado de fora já ela está aos gritos a avisar que eu lá venho. Esta miúda é chata e está a piorar Não sei se isto é dela ou se os pais a ensinaram a ser assim, mas que a miúda é insuportável lá isso é.

Bom dia


Maggie

9 comentários:

Flor Guerreira disse...

Nem parece teu. Dar importância a isso!

Maggie disse...

Apartir do momento em que ela quer saber da vida dos colegas e os prejudica com queixinhas e mentiras, sou obrigada a dar importancia!

bjos

Maggie

Sónia disse...

Começa cedo a criança credo.

Anónimo disse...

é certamente filha de alguma bloguer lol

Anónimo disse...

Sim há crianças que desde pequenas são já aquilo que serão em adultas! Geralmente essas personalidades definem se na adolescência mas há excepções e há mesmo criancinhas assim! O bom é que ainda podem ser mudadas se os pais e professores estiverem atentos . Até pode ser uma criança necessidade de atenção, algum problema em casa! Essa professora não nota nada? Acredita nas mentiras? Só acho um bocado demais chamar alcoviteira a uma criança, não é bem o melhor termo pois alcoviteira é mais outra coisa... pelo menos na minha terra.

Mary disse...

A culpa não é dela, é da professora que permite esse tipo de atitudes.
A professora tem de ensinar qual o sitio dela dentro das aulas. ..lá fora claro que é problema dos pais.
Mas nestes casos que os próprios não vêem nada é melhor não dar importância. Senão é um desgaste e as tuas miúdas que façam o mesmo. Existe sempre os preferidos e o que digo ao meu para não dar importância.

Maggie disse...

Significado de Alcoviteira no Dicionário Online de Português. O que é alcoviteira: s.f. Aquela que alcovita; que faz mexericos ou intrigas; fofoqueira.

Eu nunca gostei de crianças nem adultos armados em espertos, já ensinei a minha filha a não lhe dar importância mas também a ensinei a defender-se a si a aos outros sempre que a miúda for mentirosa.

Bjos

Maggie

Anónimo disse...

Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

al·co·vi·tei·ra
(alcovitar + -eira)
substantivo feminino

1. Mulher que é intermediária em relações amorosas.

2. Mulher que é intermediária em encontros com prostitutas.

3. Mulher que faz mexericos e intrigas.

4. Dona de bordel.

Além disso, a personagem:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alcoviteira_%28Gil_Vicente%29

Como vê, sim, significa fofoqueira e intriguista mas noutro sentido, não se costuma chamar alcoviteira a alguém que faz intrigas simples entre colegas, é usado noutro sentido e não é mesmo o termo mais correcto para se chamar uma menina pequena, é desadequado! Há outros adjectivos mais apropriados. Acho que não vale a pena usar um adjectivo tão feio para uma criança.

Maggie disse...

Esta menina sabe mais a dormir do que eu acordada. Como já disse o significado da palavra para mim é um e não o vou alterar porque significa outros também, obviamente que a uma criança de 8 anos só se aplica o fofoqueira, intriguista.

Bjos

Maggie