segunda-feira, junho 30, 2014

ser solidario na dor, ser amiga, e nunca esquecer ...


Já contei aqui várias vezes que precisei de fazer uma fertilização in vitro para conseguir ser mãe, e já contei aqui o desespero porque que passei, os anos de dor e de vazio que se seguiram. Já falei também de um grupo de amigas que foi crescendo ao longo do tempo, mulheres que como eu não conseguiam engravidar. Foram anos de convívio mais do que diário, foram anos a rir de tanta felicidade com uma gravidez e a chorar desalmadamente quando alguma coisa corria menos bem em algum tratamento de alguma delas. Passaram-se anos e já quase todas do inicio conseguiram concretizar o sonho, faltam algumas e eu tenho tanta esperança que ainda consigam. Algumas acabei por conhecer, e o mais curioso, elas eram sempre aquilo que eu imaginava, claro eu só não lhes conhecia a cara, mas sabia tanto de cada uma e elas de mim. Há uma que por ser do Norte nunca nos conhecemos pessoalmente, mas por quem tenho um carinho grande, é a Marta. Esteve hoje no programa da TVI porque há tempos lhe foi oferecido um tratamento, o ultimo que ela poderá fazer. A família da Marta torce por ela mas a família da APFertilidade também. Olho para ela na TV a falar e conheço-lhe a dor, as expressões de angustia, a esperança por um fio, e muita fé, muito querer, cheia de amor para dar. A Marta vai conseguir ser mãe, eu quero muito acreditar que sim, e a bebé da Marta terá uma sorte enorme de ter uma mãe que a desejou tanto … Um dia gostava de ver a Marta grávida, a Marta e mais a Sandra, a Isabel e a Paula. Um dia vou ver e vou sorrir. Passaram anos e nunca conseguirei esquecer, fingir que não aconteceu, não querer saber só porque já tenho as minhas filhas. Não, eu continuo a chorar com a dor na cara da Marta, eu serei sempre solidária com quem sofre, não sou egoísta. E esta dor que eu conheço  tão bem. Sigo em frente sim mas levo comigo as alegrias, as tristezas e as pessoas. Esta sou eu, e sou assim!


Maggie

Sem comentários: