segunda-feira, julho 21, 2014

desabafos de uma mãe em modo cansada


Se as famílias numerosas tivessem duas filhas como as minhas nunca seriam numerosas, irra. E quero lá saber se parece mal o que vou dizer mas dão comigo em doida. E não me venham dizer que é falta de educação que eu educo-as bem e ninguém diz que são meninas mal educadas, isso não. Mas são crianças que nunca estão sossegadas, são exigentes em atenção, são demasiado competitivas uma com a outra, muito enérgicas e deixam a cabeça em água a qualquer um. São crianças eu sei, mas eu também conheço crianças mais sossegadas do que elas, crianças que se entretêm um bocadinho com qualquer coisa, as minhas são daquelas que só se entretêm a fazer disparates e a implicar uma com a outra. Sempre foram assim, talvez por isso o 3º filho tenha ficado pelo caminho, isso ou ainda me dá a insanidade de o mandar vir a ver se elas se acalmam. Bem não vou dizer que as adoro e outras palavras do género, são minhas filhas e isso diz e encerra qualquer duvida mas que me deixam cheia de dores de cabeça e esgotada ao final do dia, lá isso deixam. Estes dias que ainda faltam até irmos de férias não serão dias fáceis por isso aceito sugestões tirando parques, jardins, comer gelados, e brincar na rua que isso é o que já fazemos sempre. Agora quando se chateiam e eu já não as posso ouvir porque já se chatearam umas 20 vezes antes desta, adoptei a técnica de as isolar e coloca-las a ler, a Maria Carvão bem precisa de treinar a leitura. Não lhes faz mal nenhum, e se me chateio mais um pouco ainda lhes apresento o livro de actividades de férias antes do tempo previsto, e lá se vai a teoria de que os miúdos precisam de tempo livre, e que as férias não são para estudar, são para brincar. As minhas são daquelas crianças que funcionam melhor com o dia cheio de actividades orientadas, com rotinas, com horários certos, ficam perdidas com o tempo livre, com horas e minutos intermináveis á disposição delas. E para irmos de férias ainda faltam uns dias, o que vou eu fazer com elas até lá? ou precisarei eu de umas vitaminas ? ahhh e volto a lembrar o que o pediatra delas me disse quando viu a Maria Carvão aos 10 dias de vida: "ouça esta não vai ser fácil, depois de a criar vai ter lugar garantido no céu", ele lá sabe o que diz e eu aguardo por esse lugar no céu, hahahahaha.

Bom dia segunda feira vamos lá tomar um café e arrebitar


Maggie

10 comentários:

Tanita disse...

Sei que não adianta nada mas, respira fundo :)
Boa semana

Rita_in_UK disse...

Tenho os meus num Summer School em que têm desde aulas de surf, arborismo, vela, percursos de orientação, piscina, uma aulinha de inglês só para poder dizer "summer School" em vez de ATL (LOL), tanta coisa que chegam a casa prontinhos para a cama :). Desde que sejam atividades de lazer, não vejo razão para não os ocuparmos. Não os ia deixar fechados em casa entregues a uma senhor resmungona de 70 anos (senhora minha Mãe) o verão inteiro, pobrezinhos :).
Bjinhs e paciência...

Maggie F. disse...

Pois Rita é mesmo isso que pretendo fazer mas agora só para o proximo ano. Não tenho boas experiencias de campos de férias, as minhas ficaram 15 dias num há uns 2 verões e vim a saber coisas que não me agradaram, tenho que procurar com antecedencia, ver bem …

Bjos e boas férias

Maggie

Anónimo disse...

Uma colónia de férias?
Não sei se está a brincar mas a ideia do irmão não é má! Eu também tenho 2 com 14 meses de diferença e acalmaram quando a irmã chegou tinham eles 6 e 5 anos . Eles já estavam fartos um do outro, e ao mesmo tempo estavam demasiado ligados um ao outro. Podia eu fazer as actividades que quisesse, desde que eles estivessem juntos aborreciam-se facilmente um com o outro, nem que eu os levasse para a Disney, até lá haviam turras. Eram quase gémeos e estavam cansados se se aturarem e eu cansada de os aturar ! Comecei a reparar que eles mudavam quando ficavam sozinhos, ou com outras crianças. E realmente a vinda da irmã foi remédio santo.

Nany disse...

São miudas tipicas da idade delas.
Cansam-nos e sugam-nos a energia até ao tutano mas se consideras melhor que tenham actividades orientadas porque não?
Em colónias, e campos de férias não te consigo ajudar. Atl só conheço o do meu e não tem muitas actividades externas, a maioria das coisas é feita lá.
Bjs e respira fundo, conta até mil

David Cabanas disse...

O teu post relata exatamente o meu dia a dia...ou melhor, o meu fds... Eu sou daqueles que quando chega a segunda feira até respira fundo...tenho duas filhas gémeas exatamente iguais às tuas filhas e um filhote recem nascido que é uma paz de alma!!! Elas batem-se uma a outra, puxam cabelos, partem os brinquedos todos e ele nem ai nem ui!!!!confesso que chego a pensar leva-las para um campo de futebol e obriga las a correr 10 voltas `para ver se acalmam...ainda não fui capaz!ehehehe!!mas quando nos dizem:Papá, gosto muito de ti...não resisto!!!

Anónimo disse...

nas fotos parecem umas babadas lolol

Maria João disse...

Poderia tanto ter sido eu a escrever este post! A mais velha ta num campo de ferias de ginastica, nataçao, brincadeiras e mais nao sei o que de manhã e mais natação à tarde. O mais novo na creche até ás 14h. De tarde há parque, pic nic, jardim, bicicletas e não sei mais o quê. Eu só sei que chego ao fim do dia descabelada e percebi que passei o dia todo a correr de um lado po outro. Valha-me o café e o ginásio onde queimo o stress!!

Bonitinha disse...

Aqui é só um mas quer uma atenção absoluta, tem horas que piro! Mas agora fiquei curiosa, porque o pediatra disse isto da Maria?
Beijinhos

Maggie F. disse...

Olá Nyne, a Maria sempre teve um feitio dificil, chorava que se fartava e não se percebia o que queria. Era uma bebé muito exigente ;)

Bjos

Maggie