quinta-feira, julho 10, 2014

Pu, o cão clandestino


E eu ia levá-lo connosco no fim de semana apesar de ser proibido cães no resort. Ele é pequenino e agora está tão murcho que nem ladra. Como está cego (cegou há mais de uma semana) pouco sai de perto de nós, ninguém ia dar por ele. Eu ia ter uma trabalheira, com tanta gota para pôr na vista 4 vezes ao dia mais a medicação que faz diariamente, ia ter que lhe fazer comida porque não quer a ração, ia ter que dormir no sofá da sala porque ele não ia ficar sozinho numa casa que não conhece. Ia mas já não vou, fica a boa intenção. Não dá para o levar no estado em que está. Está demasiado fraco e murcho para fazer esta viagem, não quer comer. Aparentemente as análises não estão más, não há razão aparente para não comer, não sei o que tem mas vou ter que o deixar no veterinário a soro novamente, a ver se arrebita e se alimenta. Será possível ele estar só triste e deprimido por ter deixado de ver? estou a fazer tudo o que posso por ele, cumpro todas as indicações do veterinário mas a verdade é que está cada vez pior. Isto custa-me, dá-me uma vontade imensa de chorar vê-lo assim. Este cão acompanha-me há 11 anos, já viveu connosco em 3 casas diferentes, viu chegar uma amiga, teve não sei quantos filhos, viu chegar as minhas filhas e fez-me tanta companhia quando eu tinha tão pouco e precisei de um amigo.
Não queria tornar este post lamechas, se calhar sou uma fraca e ele é só um cão mas não estou a saber lidar muito bem com isto. Passo os dias sentada no chão da cozinha a tentar que ele coma alguma coisa, sem grande sucesso. Estou cansada de não fazer quase nada, de andar só á volta dele mas não consigo ignorar e seguir. O que se puder fazer será feito. Espero dar boas noticias nos próximos dias.

Um beijinho


Margarida

9 comentários:

Cris Crafts disse...

Custa muito vê-los envelhecer e sem podermos fazer nada, força para os dois...

Estrelinha Sónia disse...

:(

Rita* disse...

Opinião pessoal: não és nada uma fraca!!!! São membros da família e próximos de nós como nem toda a família é. Acredito que só compreenda verdadeiramente quem já tenha passado por isso. Eu perdi o único animal de estimação que tive, um gato que me chegou às mãos com cerca de 2 meses e perdi-o com 6 anos. Esteve comigo no fim da faculdade (era a minha companhia!!!), foi comigo fazer o estágio, voltou comigo para casa dos meus pais, veio cá para casa quando me casei e assistiu à chegada do meu primeiro filho...perdi-o quando o I tinha 7 meses. Um tumor enorme e sem solução possível. Ainda hoje não nos refizemos e aquele será sempre o nosso único gato.Ao ler-te relembro toda a nossa angústia.
Há que acreditar que ele vai melhorar!!!
Beijinho

Maria João disse...

De lamechas não tem nada. Tem é muito amor por um cão que posso dizer, é da família. Eu sei o que é ter um animal como família. Desejo-lhe muita sorte e continue com essa atitude de não parar e tentar sempre e com amor.

Nany disse...

Ele não é só um cão, ele é um amuigo de 4 patas que esteve presente nos bons e maus momentos.
Bjs

Isabel disse...

Não é só um cão, é um membro da família... tanto é que cuidas dele como tal. E isso não te torna fraca, só demonstra que tens um coração grande e lutas pela sua saúde e bem estar. Beijoca grande e as melhoras do canito lindo.

Mary disse...

Não é só um cão, são também a nossa familia, é como é trato os meus.
Nem quero imaginar esse dia com os meus 3 canitos, e chora, chora , porque não faz mal nenhum.
As melhoras do Pu.

Dama disse...

Também ando a passar horrores por causa do meu pastor alemão pois torna-se muito agressivo. Estamos à espera de um bom contacto nosso, que o vai tratar chegue para leva-lo para tratamento e se deus quiser o shiek vai ser um cão polícia excelente.
Não és nada fraca. São mais do que cães. São membros da nossa família e custa sempre. As melhoras para esse lindo ser*

Bonitinha disse...

Ohh menina...bah eu imagino a tua tristeza e como bem notaste, acredito que a perda da visão tenha deixado ele apático. Nós que conseguimos racionalizar a doença já é difícil, imagina para ele que de uma hora para outra teve sua vida completamente mudada.
beijinho e força!!