segunda-feira, setembro 15, 2014

venho em defesa da classe desempregada, hahahahahaha

a proposito do tema do concerto da Violetta e do preço dos bilhetes ouve-se cada coisa e a mais recorrente é a dos desempregados. Ora vamos lá apimentar o tema e tentar ver a coisa com outros olhos. Num blog que sigo com muito gosto a maioria das respostas são "um ataque" á classe que perdeu o trabalho, como se todos os desempregados fossem iguais, as famílias dos desempregados também fossem todas iguais, como se os rendimentos dos desempregados fossem também todos iguais. E ouvem-se coisas como: "ah que não têm o que comer mas vão com os filhos ao concerto". Ora a bem dizer quem é que conhece um desempregado que seja que vá ao concerto e que para isso corte  nos bens essenciais? eu sinceramente não conheço. "Ahhh e porque usam unhas de gel", e então? não poderá ter uma amiga que lhe faça o serviço a custo zero? ás vezes para aprenderem precisam de alguém que sirva de cobaia. Há uns tempos também me dizia uma amiga, "ahh e tal porque não tinha dinheiro nem para os transportes mas a filha tinha uma nintendo", e então pergunto eu? não poderá ter dado a nintendo á filha enquanto ainda trabalhava? "e porque vivem dos subsídios mas vão ao concerto da Violetta", e então? não poderá ter sido uma avó, ou uma madrinha ou uma tia a oferecer os bilhetes? é que assim á primeira vista parece que os desempregados têm que estar confinados a uma toca e só sair para arranjar comida. Nem tudo o que parece é, a vida tem-me mostrado que não há só preto e branco. Infelizmente os desempregados são pessoas como as outras a quem o azar bateu á porta, não são menos pessoas e todas podemos um dia estar nesse lugar. Sente-se uma raivazinha de estimação por quem supostamente vive com o dinheiro contado mas que não se priva do que alguns consideram luxos. Não devemos colocar tudo no mesmo saco, claro que há gente para tudo mas não são todos os desempregados. E há desempregados com FAMÍLIA, o que convém também não esquecer, muitos têm ajudas de familiares próximos.

Atenção amiga ovelha: somos amigas á mesma é só a minha opinião sobre um tema que me anda a chatear há muito mas que agora com o concerto da Violetta veio ao de cima, e eu quis falar dele. É uma outra perspectiva do tema.

Bom resto de dia



Maggie

5 comentários:

Timtim Tim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maggie F. disse...

Em relação ás miúdas faço como tu, não penses que aqui é diferente. Aqui também não têm tudo. Aqui também têm que escolher e fazer por merecer. Aqui também não ganham nada por passarem de ano, é o trabalho delas tal como na tua casa. E os meus princípios são os mesmos que os teus, eu sou tão exigente como tu em relação á educação delas. Mas nesta conversa do concerto fica de prenda de Natal, também não vão ganhar muito mais.

Bjos

Maggie

Timtim Tim disse...

Dizia eu, antes de apagar o comentário, por um motivo que tu tão bem me alertaste, que conheço pessoas desempregadas que vivem bem. Ou um dos conjuges trabalha e o outro ganha o suficiente (a maior parte dos casos que conheço) ou têm ajudas de familiares. Não é por se estar desempregado que se têm de alterar os valores e para mim, a questão das prioridades, é prioritária. As meninas fazem escolhas e a escolha delas foi a boneca. Nada do que tenho me foi dado senão à custa de muito trabalho. Sou filha única, os meus pais viviam bem, e o meu primeiro carro fui eu que o paguei, apesar do meu ordenado miserável de estagiária. E não, não me aborreço por teres a tua opinião, cada pai educa os seus filhos da forma que entende melhor e pode. Beijinhos.

Anónimo disse...

Acho q tem razão e os desempregados e os q n fazem nada nos empregos é q andam aqui todo o dia lol pagar a net n será tb uma prioridade errada?
o q eu acho mto sinceramente é q sem net esta gente não era nada..
leio tantas ricaças pelos blogs e pergunto-me pq alguem tão rico passaria os dias a lamber botas para ter borlas??
borlas na minha terra é para os miseraveis lolol

Rita_in_UK disse...

Por falar em desemprego, o meu marido quando viu a fila gigante no Cascaishopping achou que tinham aberto candidaturas para alguma das grandes superfícies :)