terça-feira, outubro 28, 2014

a graça que esta Maria tem


e só por isso foi baptizada de Maria da Graça. A miúda tem muita pinta, é gira, sabe disso e também sabe tirar partido da graça que tem. É muito expressiva, muito doce e muito menina. Anda com graça, dança com imensa piada porque tem jeito para a dança e sabe mover-se. Esta miúda não nasceu linda de morrer é a verdade, mas tem crescido com ela toda uma graça natural que se vai tornando cada dia mais visível. Olha-se para ela e não nos vemos lá, ao contrário da irmã mais velha. Tem umas pequeninas coisas minhas mas esta graça natural deve ter sido uma boa herança genética que lhe calhou em sorte. Não é mais bonita do que a irmã nem do que as outras meninas da mesma idade, mas tem realmente uma graça e uma simpatia muito genuínas. Esta Maria já faz sucesso entre os miúdos da idade dela e ela sabe. Esta miúda consegue ser encantadora e dramática ao mesmo tempo. Esta Maria nasceu para me dar conta do juízo mas eu estou apaixonada por ela, fazer o quê?!
Numa sociedade em que há tanta coisa que parece mal, eu decido arriscar mais uma vez num post que me vai deixar mal vista como Mãe. 

Boa tarde


Maggie

1 comentário:

Laura disse...

vai nada (deixar mal vista), as mães são assim... :)