quarta-feira, outubro 01, 2014

um esclarecimento importante (ainda a conversa da medicação)

(porque um blog não serve só para partilhar malas giras e dizer umas patetices)

Já me informei em relação á medicação com a dosagem errada que a minha filha tomou,  e então é assim: quando o médico não põe na receita qual a dosagem é responsabilidade da farmácia vender sempre a medicação prescrita com a dosagem menor (indicação ANF). Não tem que saber a idade da criança como disse uma anónima amorosa tão prontamente, mas a responsabilidade é da farmácia que vende e não do médico que prescreve. A ANF dá várias recomendações e esta é uma delas. 


Maggie

3 comentários:

Rita_in_UK disse...

Eu por acaso concordo que o médico deve ser responsabilizado. Por alguma razão largaste lá 80 euros (?) e na farmácia pagas a caixa de medicamento apenas. A mim houve uma pediatra que me fez largar 80 euros numa prevenar para o Luis e quando cheguei ao CS para lha darem ele já tinha todas. Fiquei danada e nunca mais voltei a essa médica. Acho um erro grosseiro e imperdoável. Na farmácia não pedem o boletim, e no centro de saude tive a sorte de ter uma enfermeira experiente e atenta. Bjinhs

Maggie F. disse...

Por acaso o pediatra ainda me leva 70 €, vá lá, mas eu concordo contigo para mim os 2 têm responsabilidade. Mas uma coisa é o que nós achamos outra é o que legalmente acontece, segundo as duas farmacêuticas da farmácia onde estive hoje á tarde a aviar a medicação correcta, se algo de mal acontecesse á minha filha pela dosagem errada da medicação a responsável seria a farmacêutica porque tem ordem para dar sempre a dosagem mais baixa quando o Dr. não coloca qual a dosagem. Se calhar não me expressei bem, não estou a falar da dose que damos em casa ás crianças mas a dosagem na composição do medicamento. Existe o brufen 400, o brufen 600 e se calhar até mais , é da dosagem do medicamento e não da toma que falo.
Bjos

Maggie

Anónimo disse...

Claro que não tendo a dosagem na receita a farmácia tem de dar a menor dosagem, é óbvio... Não sabem, dão a mais baixa! Mas não ter dosagem na receita é supostamente um esquecimento ou um erro, e não é uma coisa normal de acontecer. Mesmo quando um médico quer receitar a dose mais baixa escreve na receita, não deixa sem dose e a farmácia que avie a mais baixa, não é assim.
1º erro - médico, não escreveu dosagem.
2º erro - farmácia, não seguiu o procedimento correcto.
3º erro - seu. não ler a bula antes de dar o remédio. é para isso que existe, para ser lida antes, e sempre.

Uma sucessão de erros portanto. Mas culpado é sempre quem erra primeiro, neste caso o médico. Passar receitas é uma coisa muito séria.