quinta-feira, novembro 27, 2014

sugestões literárias

(Fnac)

As vidas das crianças que sobreviveram escondidas ao Holocausto. Através dos testemunhos reais de três meninas judias Sophie, Flora e Carla , Richard D. Rosen, transporta-nos para a dura e tocante realidade daquela que é, para muitos, a página mais negra da história da Humanidade.Sophie, que sobreviveu ao extermínio nazi graças a uma identidade falsa, durante anos acreditou que era católica e antissemita. Esta mentira, alimentada pela mãe para sua proteção, tornou-se o seu passaporte para a vida. Tornou-se oncologista nos EUA.Flora, órfã vítima do genocídio, foi entregue aos cuidados de freiras católicas e andou de família em família, sem nunca conhecer ao certo as suas origens. Depois de ter sido adotada, chegou aos EUA em 1959, onde se tornou psicóloga.Carla, que passou a sua infância escondida em sótãos e divisões dissimuladas, carrega a culpa de ter sobrevivido, sabendo que um terço das crianças judias desse tempo não tiveram a mesma sorte. Já nos EUA, tornou-se terapeuta.Este livro é mais do que um relato histórico dos horrores do Holocausto. É um tributo a milhares de crianças assassinadas e uma homenagem a todas as que escaparam, conseguindo reconstruir as suas vidas e recuperar das suas infâncias traumáticas mesmo sem nunca as esquecerem.


(Fnac)

"O Tribunal É o Réu – As Questões do Divórcio" está dividido em duas partes. Na primeira, analisa-se o caminho seguido por um casal em contacto com o sistema judicial: fala-se do ambiente do tribunal, do papel dos juízes, procuradores e advogados, do atraso e da qualidade das decisões e de várias situações que têm de ser vividas por pais e crianças. Fazem-se algumas propostas, colocando a criança em risco como protagonista de um novo olhar sobre estas questões. A segunda parte conta como a história de amor de um jovem casal caminhou para um divórcio difícil, em que muitas das situações referenciadas na primeira parte do livro foram vividas com angústia e dor. Sendo uma história ficcionada, a sua semelhança com a realidade não é coincidência, já que foi construída a partir de relatos de vários casais que viveram divórcios traumáticos.


(Fnac)

Hanna e Marius, Berlim, Século XX. Marius encontra uma menina perdida à procura do pai. Hanna, rapariga, cabelos castanhos, olhos pretos, catorze anos. Hanna fala com dificuldades, entende mal o que lhe acontece, não percebe o raciocínio dos outros. Está perdida. Marius está com pressa mas muda o seu percurso, acompanha-a. A sua busca leva-os até Berlim, a um hotel com corredores que lembram fantasmas da guerra — e os dois circulam entre as obsessões e os escombros do seu século.

Só para lembrar que a Fnac está a oferecer 15€ de desconto por cada 30€ em todos os livros, e termina hoje!

Bom dia


Maggie

Sem comentários: