segunda-feira, dezembro 15, 2014

aqui a segunda feira começa com a sugestão literária


(na Fnac)

Um livro pessoal e profundo, em que o psiquiatra é tão humano como os pacientes; em que todos somos muito parecidos no sofrimento e na esperança. Quando as pessoas chegam ao consultório de um psiquiatra, já esgotaram todas as suas alternativas. Sentem-se perdidas, vazias ou profundamente tristes. Neste livro, José Gameiro, psiquiatra há 40 anos, dá-nos a oportunidade de sermos os seus olhos e os seus ouvidos. Em Até que consigas voar, encontramos relatos intimistas sobre o luto, os medos, a conjugalidade e todo um conjunto de feridas que não se vêem. Mostra-nos que podemos voltar a encontrar um rumo, mesmo quando enfrentamos o pior dos desgostos.

(Fnac)

"O Tribunal É o Réu – As Questões do Divórcio" está dividido em duas partes. Na primeira, analisa-se o caminho seguido por um casal em contacto com o sistema judicial: fala-se do ambiente do tribunal, do papel dos juízes, procuradores e advogados, do atraso e da qualidade das decisões e de várias situações que têm de ser vividas por pais e crianças. Fazem-se algumas propostas, colocando a criança em risco como protagonista de um novo olhar sobre estas questões. A segunda parte conta como a história de amor de um jovem casal caminhou para um divórcio difícil, em que muitas das situações referenciadas na primeira parte do livro foram vividas com angústia e dor. Sendo uma história ficcionada, a sua semelhança com a realidade não é coincidência, já que foi construída a partir de relatos de vários casais que viveram divórcios traumáticos.


Boa semana


Maggie


1 comentário:

Timtim Tim disse...

Estou a pensar ler o segundo.