quinta-feira, dezembro 11, 2014

chegam aos 40´s e querem ser mães ...


Começa cada vez a ser mais notório que as mulheres estudam, viajam, depois compram casa, carro e até um avião a jacto se lhes der na cabeça. Investem na carreira e depois chegam aos 40 e lembram-se que querem ser mamãs. Eu acho bem, acho até lindamente, o que já não me parece tão bem é o facto de quererem ter filhos e para isso precisam de um qualquer pai, no fundo no fundo nem se apaixonam por ninguém mas aproveitam a pessoa com quem estão, palavra que se usa hoje cada vez mais para fazer um ultimato e dizerem que querem ter um filho. Eu não acho isto normal, para mim um filho vem na sequência de uma história de amor, pronto Maggie a romântica a dar á costa, e não de um desespero louco de querer ter um filho porque estou no limite da idade. Diz a minha mãe que eu penso assim porque não passei por isso, é normal que uma mulher queira ter filhos, bla bla bla, pois eu também concordo, mas não me estou a ver a ter um filho de alguém que não me diz grande coisa porque estou nos 40`s (quase, que ainda tenho 39). Eu sempre quis ser mãe mas num determinado contexto, não teria apenas filhos porque me agradaria ser mãe, para mim não faria sentido. Desculpa lá mãe mas eu ainda me conheço, preferia ir fazer trabalho voluntário para África e ocupar-me por lá!
Caramba, já não se fazem filhos por amor? que tristeza!



Maggie

12 comentários:

Cisca disse...

Por aqui é por amor. ;)

Anónimo disse...

nem parece uma mulher que recorreu a tratamentos de fertilidade para ter filhos lol chama isso de amor???
na minha opinião as mulheres q recorrem aos tratamentos é por medo de perder os maridos, desespero !!!..enquanto que as de 40 têm filhos pelos métodos naturais e saudaveis com a certeza do q querem e n inventam tretas lol

Maggie F. disse...

ui já percebi que nunca foi amada, bjos e boa sorte

p* disse...

Eu penso como tu, só conseguia ter filhos do amor da minha vida. Mas não consigo julgar quem sente necessidade, pelo relógio biológico, ou por sermos animais e fazer parte de nós o querer ter filhos e poderem ser de qualquer pai. A anónima também se passou: eu recorri a tratamentos e nunca me passou pela cabeça peder o meu marido caso não resultassem!! Era o resultado maior e visível do nosso amor, só! Não perdi o meu marido e, soubesse o que sei hoje, não tinha recorrido a unzinho tratamento!

Vidas da Nossa Vida disse...

O comentário desse anónimo é de bradar aos céus !!!

Annabelle disse...

WTF!! Maggie, tens um anónimo que é uma verdadeira besta!!
Concordo contigo, quem faz um filho por capricho e com o primeiro que lhe aparece à frente, não pode ser boa mãe.

http://instagram.com/annabelle_madeira/

http://coeurdartichautbyannabelle.blogspot.pt

Anónimo disse...

Darling ADORO o comentário da tua anónima, opá há gente tão fantástica!! :D Elas gostam de vir para aqui, eu já te tinha dito isto sem elas não é a mesma coisa!

PAULINHA LEÇA

ana disse...

A anónima, coitada, está muito baralhadinha da cabeça e nem vale a pena dizer mais nada.
Mas eu era capaz de ter um filho com um homem que não fosse o amor da minha vida (existe isso?). As relações acabam mas os filhos ficam. No meu caso, tive filhos com o homem que amava, mas podia ser de outra maneira. Não é o ideal, não é conto de fadas, mas por vezes é o possível para quem quer ser mãe mas não teve sorte no amor.

Anónimo disse...

Acredita mesmo que as mulheres só quando chegam aos 40 é que se lembram que querem ser mães e, para isso, precisam de um qualquer homem, por quem nem sequer estão apaixonadas?
A sra. generaliza de forma ridícula e disparatada!
Por que motivo só vai tirar a carta de condução aos 39 anos? Talvez por diversas circunstâncias, e com as quais ninguém tem o direito de fazer juízos de valor sobre si.
Talvez o mesmo aconteça com mulheres que, por um ou outro motivo, não tenham tido filhos antes. Isso não quer dizer que resolvam engravidar de um homem por quem não estão apaixonadas, só porque aos 40 anos é que se lembram de ser mães!

Maggie F. disse...

Olá fofinha, eu não generalizei, falei sobre dois casos concretos que conheço, nunca leu em parte nenhuma escrito por mim que as mulheres de 40 querem todas ter bebé de repente. Nunca escrevi isso, conheço muitas de 40 com relações estáveis que querem ter um filho e não estão desesperadas por isso, aliás muitas têm marido há anos. Não foi sobre essas que escrevi. De qualquer forma, este é um blog pessoal, escrevo o que quero e o que me apetece, se não gosta ou não lhe interessa não vem cá. É tão simples.
Deixo beijinhos

Maggie

Anónimo disse...

Não disse que não gosto de cá vir, simplesmente acho ridículo que generalize, como fez. Escreveu "as mulheres estudam (...) investem na carreira e depois chegam aos 40 e lembram-se que querem ser mamãs". Isto é uma generalização! No post não mencionou que se referia a dois casos concretos que conhece, referindo-se apenas às mulheres, em geral.
Como generalizou com "as mulheres" e emitiu juízos de valor, não achei correcto. Cheguei a dar o seu exemplo, que está a tirar a carta aos 39 anos. Ninguém tem nada com isso, nem o direito de fazer juízos de valor sobre o facto de tirar a carta com essa idade.
São situações diferentes, mas sobre as quais me parece errado que se façam juízos de valor, pois cada um sabe da sua vida e os verdadeiros motivos para determinadas situações acontecerem.
Se efectivamente não estava a generalizar, devia ter sido mais específica no post, pois "as mulheres" (no geral) não é o mesmo do que "duas mulheres" (que são os casos que diz conhecer).
Deixe-me ainda acrescentar que a sua ironia roça a má educação. Costumo visitar o seu blog, mas nunca antes tinha comentado. Como não concordei com o que escreveu, dei a minha opinião.

Maggie F. disse...

e eu agradeço a sua opinião mas acredite que ler é diferente de ouvir falar, se me conhecesse de algum lado acredite que me acharia muito bem educada, aliás sou tão bem educada que até brincam comigo e dizem que tenho uma educação suíça, ahahhahaha.
Fora de brincadeiras, uma beijoca

Maggie