terça-feira, dezembro 09, 2014

eu ainda não percebi porque é que há mães se acham mais mulheres do que todas as outras, ...


(são as mães e as futuras mães, as grávidas) é que não são, nem sabem mais por isso mas estão convencidas que sim. Nem vou falar das prioridades nas caixas dos supermercados. Consideram que por serem mães são seres superiores e que por isso as que ainda não foram mães não sabem nada, não têm que dar palpites ou conselhos. E o mundo feminino divide-se em dois: as mães e as não mães. Não admitem que as que ainda não são mães lhes digam alguma coisa, só se forem outras mães, tipo clube já se está a ver, ahahahahahahahaha. É preciso uma paciência, ui! 
Não gosto da altivez e da presunção que as mães gostam de pôr, é que eu sou mãe mas já fui uma não mãe e achava ofensivo, como continuo a achar, e não me lembro de nada que tivesse criticado que depois tenha mudado de ideias por as minhas filhas fazerem igual, nada. É verdade que também não sou de andar a criticar os filhos dos outros por da cá aquela palha, ...


Maggie

5 comentários:

Filipa disse...

ah ah ah
E quando estamos grávidas ouvimos tudo e mais alguma coisa, sobre partos e coisas que correm mal com um detalhe de dar voltas ao estomago!
Às vezes só peço a deus que me dê sempre juizo na cabeça e um pouço de discernimento!

Anónimo disse...

pois eu considero normal q as q n sao maes n saibam certas coisas , ha maes q nem sabem quanto mais lol

Timtim Tim disse...

Desculpa amiga que muito prezo. Mas tu és uma raridade. Não conheço nenhuma mãe que não tenha mais experiência sobre maternidade do que quem nunca o foi. É uma verdade de La Palisse. E se não mudaste de opinião, Maggie, é porque sempre foste mãe mesmo sem saberes. Achas então que as que nunca foram mães têm a mesma experiência e a sabedoria que as que nunca foram. Pois eu acho que nada te ensina na vida como a experiência. Da minha segunda filha fui muito mais capaz do que da primeira. E mudei alguns hábitos onde tinha errado. Nenhum ser humano pode falar com propriedade daquilo que não conhece. Estou apalermada contigo. Juro.

Timtim Tim disse...

Aliás, eu acho que toda a gente pode opinar sobre tudo. A credibilidade que me merece é que é diferente. Na verdade, tenho como verdade absoluta que a maternidade, biológica ou adoptiva, é uma experiência única e que transforma todo o nosso modo de estar e de sentir prévio à maternidade. Se não sentiste isso, é o que eu te digo, eras uma mãe psicologicamente, ou então és um ser muito especial

Maggie F. disse...

ahahahaha não sou nenhum ser especial tim tim, só acho que sempre fui realista, nunca endeusei a maternidade, e o facto de ter esperado 7 anos por filhos fez-me aprender muito sobre o que custa ou não, ser mãe.

bjos

Maggie