sexta-feira, janeiro 16, 2015

2 livros sérios e 1 levezinho



Um livro pessoal e profundo, em que o psiquiatra é tão humano como os pacientes; em que todos somos muito parecidos no sofrimento e na esperança. Quando as pessoas chegam ao consultório de um psiquiatra, já esgotaram todas as suas alternativas. Sentem-se perdidas, vazias ou profundamente tristes. Neste livro, José Gameiro, psiquiatra há 40 anos, dá-nos a oportunidade de sermos os seus olhos e os seus ouvidos. Em Até que consigas voar, encontramos relatos intimistas sobre o luto, os medos, a conjugalidade e todo um conjunto de feridas que não se vêem. Mostra-nos que podemos voltar a encontrar um rumo, mesmo quando enfrentamos o pior dos desgostos.


Maria de Lurdes Candeias escolheu, há muitos anos, dedicar-se a ajudar e a tratar a depressão na adolescência e decidiu reunir neste livro alguns dos casos clínicos que mais a marcaram, profissional e humanamente, ao longo da carreira. São histórias de abandono, de medo, de tentativas de suicídio, de anorexias, de fobias, de alcoolismo. Histórias de crianças assustadas. Faz-se aqui um forte apelo à atenção, nem sempre fácil, de quem quer - e deve - ajudar a crescer estas (ainda) crianças.


Criar filhos exige doses gigantescas de paciência, estoicismo, resistência e imaginação. Ao cabo de milénios desempenhando primordialmente esse papel, as mulheres de todo o mundo acabaram por desenvolver um léxico quase comum, um glossário de frases feitas que todas ouviram às mães, e todas juraram que nunca repetiriam aos filhos - com os resultados que se conhecem. O vocabulário das mães é verdadeiramente um colar, mas não de pérolas. É mais daqueles a que se vão acrescentando penduricalhos ao longo da vida, sem nunca retirar nenhum. O folclore materno tem frases certeiras em todas as áreas e para todas as fases de crescimento dos filhos: infância, adolescência e idade adulta - embora, para as mães, o conceito de idade adulta nos filhos seja altamente discutível. E, claro, com a chegada dos netos, nunca perdem uma oportunidade de nos inundar de novo com a sua imensa sabedoria

Na Fnac.

Bom fim de semana


Maggie

Sem comentários: