quarta-feira, janeiro 14, 2015

gosto de coisas boas sim, mas nunca fui "aquela vaidosa"


Aquele vaidoso que não se aguenta. Aquele género de vaidade que gasta rios de dinheiro em cabeleireiro, em massagens, em manicura, em alisar cabelo, em colocar pestanas postiças, em experimentar tudo o que é novidade de estética, em pintar cabelo, em fazer uma hidratação profunda, aquele vaidoso de encaracolar cabelo, aquele vaidoso de comprar tudo o que é novidade em cremes e maquilhagem … Hoje pela primeira vez na vida aos 39 anos arranjei as sobrancelhas, uauuuu gostei, (embora não se note grande coisa, segundo a esteticista as minhas sobrancelhas já são arranjadas por natureza)! 
Não sei bem o que faz as mulheres serem assim tão loucas por tudo isto, ás vezes penso que seja fraca autoestima, não sei. Eu nunca fui linda de morrer mas também nunca me achei feia, vivo em paz com o que Deus e os meus pais me deram, nunca fui de fazer dramas com a minha imagem. Sempre achei um enjoo mulheres vaidosas demais, já dizia a minha avó: tudo o que é demais é moléstia, e eu concordo.
Acho que nos devemos sentir bonitas claro que sim, mas não devemos exagerar, e ás vezes vejo com cada exagero, ui! Então e aquela história da beleza vir de dentro?

Boa tarde


Maggie

Sem comentários: