quinta-feira, fevereiro 19, 2015

metade da blogosfera discute o uso do tu e do você ...


e como se deve ensinar as crianças a tratar os outros. A outra metade anda a babar pelas novas colecções, onde eu me incluo pois claro. Mas metade desta metade anda a ver as colecções da criançada e só metade desta metade é egoísta o suficiente para só ver para si, como eu. 
Lamento mas fui ensinada a não dar tudo aos filhos, ou melhor, a não deixar de comprar para mim para comprar para elas. Se der para comprar para todos é fantástico, se não der vai se comprando á vez, era assim que se fazia na casa dos meus pais. Lá vivia-se uma democracia simpática, já eu sou menos democrática, compra-se para quem precisa de momento, e por acaso tem saído a Branca Rafaela na rifa.

Educações á parte, anda tudo com uma sede de protagonismo, (protagonismo barato), daquele dos mercaditos da moda, ahahahaha é preciso uma paciência … Só ainda não percebi uma coisa: são todas muito ocupadas, cheias de trabalho, projectos e contactos, e depois parecem umas patetas ás voltas com os trapos que vão desfilar nos tais mercaditos, e com as marcas que vão lá estar. como se o mundo fosse acabar e as lojas desaparecessem todas. Decidam-se, ou querem fazer passar a imagem de profissional de topo ou de mães dedicadas que vão todos os dias a inaugurações de lojas de roupa infantil. Por mim já sabem, estou disponível para inaugurações e mercaditos da MUU, Massimo Dutti, Sacoor, Benetton, Uterque, Coach, Carolina Herrera, e mais alguma daquelas marcas que refiro sempre, … só.

 Bjos


Maggie

4 comentários:

Timtim Tim disse...

Muito, muito bom Maggie! Amei.

Annabelle disse...

Concordo com tudo :)
Eu também nunca deixei de comprar para mim para comprar para o pimpolho. Não é porque nos tornamos mães que deixamos de ser mulheres, certo?
Também não percebo aquelas pessoas que parece que deixam de existir a partir do momento em que se tornam mães. É ridículo.
Há que encontrar o equilíbrio certo e tudo corre bem ;)
Boa sexta feira e bom fim de semana.
Beijinhos
https://instagram.com/annabelle_madeira/

ana disse...

Quando é MESMO necessário estabelecer prioridades uma mãe deixa de comprar para si para comprar para os filhos. Se o filho anda de ténis rotos porque a mãezinha quis comprar os pumps da moda, vai mal a coisa. Mas não é disso que se trata no maravilhoso mundo da blogosfera (dizem, que eu não acompanho essas vidas, nem lhes sinto a falta).
E sim, quando começou a ser necessário conter despesas, passei a deixar-me para segundo plano em matéria de compras. Não ando andrajosa, apenas deixei de consumir como antes, o que me parece bastante normal.

Bonitinha disse...

Pois eu vou dedicar este ano para cuidar de mim, só de mim. Vai ser um ano bem egoísta, mas eu preciso disto, quase cinco deixando-me de lado não pode ser. As únicas roupas que comprei foram feias, só pra ter o que vestir.
Beijinhos