segunda-feira, maio 25, 2015

eu Mãe

Não sou uma mãe paciente, sou até uma mãe stressada, uma mãe chata e uma mãe rabugenta. Acredito que  se eu perguntar ás miúdas elas até dirão outras coisas de mim claro, mas uma mãe tem de ser um bocadinho chata e um bocadinho rabugenta senão não é mãe, não vos parece?
Não sou apologista da mãe amiga, sou mãe e quero ser mãe. Já sou amiga quando as ajudo a perceber as coisas, a resolver situações, quando as faço ver o caminho certo mas fico-me por aqui. Não serei mãe para partilhar as confidências, nem de amigas, nem de amigos, para isso espero que elas tenham muitas amigas, que partilhem tudo e que aprendam umas com as outras, eu cá estarei para olhar e orientar, só de longe. O que eu sempre quis foi dar-lhes o mundo, deixa-las ir á descoberta, deixa-las experimentar para saber o que gostam e o que não gostam. Não sou mãe galinha no sentido de as proteger demais não permitindo que vão aqui ou ali, não. Eu fui uma miúda sonhadora e ainda hoje tenho pena de não ter feito metade daquilo que gostava de ter experimentado, e isso eu não vou fazer ás minhas filhas. Quero que sejam livres, que escolham, que saibam o que querem e lutem por isso. Não tive filhas para as guardar na vitrina, isso nunca, quero um dia olhar para trás e sentir que lhes dei tudo o que estava ao meu alcance. Quero sentir que fiz o meu papel de mãe, que lhes mostrei o mundo e elas fizeram o caminho que escolheram, mas não por falta de conhecimento ou de opções. Quero que pensem em mim como uma mãe que está lá a apoiar e a empurrar para cima, mesmo sem ser vista. Quero que saibam que a mãe está lá sempre de sorriso aberto á espera, venham como vierem. Quero que guardem as melhores imagens de nós em família, e que um dia queiram ter uma família como aquela em que cresceram. Quero que saibam que o mundo é grande, e que a curiosidade também. Quero que cresçam com bicho carpinteiro e que nunca tenham medo de ir porque a mãe estará sempre cá para quando voltarem. De sorriso aberto. 


Mãe Maggie

4 comentários:

Susie disse...

E este texto só pode mesmo ter sido escrito por uma GRANDE Mãe :) um dia espero ser também assim.

AvoGi disse...

É o papel de mãe...
Kis:=>}

Susana Goncalves disse...

Faço das suas palavras as minhas...obg

Nany disse...

Ser mãe tem várias facetas e os filhos não são bonecos para tirar fotos giras com fatos para lá de fashion.
Bjs