quarta-feira, maio 13, 2015

fui espreitar o sucesso do momento no facebook, aquele em que umas tipas chungosas batem num miúdo

e só posso acreditar que seja um daqueles jogos idiotas em que o miúdo se dispôs a levar uns pares de estalos e uns murros só assim para entrar na brincadeira. Como houve á uns tempos aquela palermice de pararem de respirar até caírem para o lado. Eu não quero acreditar que isto se passe dentro de qualquer escola deste país. 
Confesso que não vi os 13 minutos de filmagem, tentei mas não deu, fui saltando mas vi que no final deram água ao miúdo. Quero mesmo acreditar que seja um jogo daqueles muito estúpidos e quero acreditar que estas miúdas foram chamadas a responder por isto. Que elas são para lá de chungosas não tenho duvidas mas a revolta que fica no coração de qualquer pessoa depois de ver isto é enorme. Eu espero que isto avance, estas miúdas têm de ser responsabilizadas por isto, e ele também se não for inocente. Isto não tem desculpa absolutamente nenhuma, e menos do que trabalho comunitário durante todos os das férias a varrer as ruas da cidade e a limpar wc´s públicos não se pode aceitar como castigo. 
Um vergonha, quero acreditar que os pais destas miúdas estão tão envergonhados quanto eu, quero acreditar que já lhes sentaram a mão e não foi ao de leve, quero acreditar que já pediram desculpa ao rapaz e á família do rapaz. Quero acreditar que estas miúdas que com esta idade fazem isto ainda são possíveis de reeducar. Quero acreditar que estas miúdas vão arrepender-se e muito de serem estúpidas. E espero que estes pais venham a ser responsabilizados tal como elas. Nojentas. 

(peço desculpas pelo desabafo, eu nem gosto de discutir estes sucessos do facebook mas fiquei mesmo incomodada)
Há coisas que não se podem admitir, nem a brincar (se for o caso).


Maggie

4 comentários:

Paula disse...

Ouvi falar do caso nas notícias e fiquei boquiaberta. O pai de uma delas pediu desculpas ao menino e à família. Será que é possível não conhecermos os nossos filhos? O pai só dizia que não estava à espera disto, que nunca lhe tinha passado pela cabeça que a filha fosse capaz daquilo. Pareceu-me sincero. Mas como é que uma criança se transforma naquilo?

Maggie F. disse...

eu não sei como é que uma criança se transforma nisto mas sei que ha pais que não vêm o que está á frente dos olhos, seus ricos meninos.

Bjo

AvoGi disse...

E saber que temos filhos e netos à mercê destes maquiavélkcos! Tb faslo no assunto.
Kis :>)

Paula disse...

É verdade Maggie. Conheço alguns assim.