segunda-feira, setembro 28, 2015

a minha mãe não era a melhor mãe do mundo

mas era a que eu tinha. Falhou em coisas em que eu provavelmente também irei falhar mas não é por isso que não foi uma boa mãe, foi a mãe que conseguiu ser dadas as circunstancias. Ou se calhar sou eu que acredito pouco nisto de se ter a melhor mãe do mundo, afinal tudo depende do grau de exigência de cada um, das expectativas, dos feitios … Um dia as minhas filhas também vão achar que eu poderia ter feito muitas coisas de forma diferente, terei que respeitar a opinião delas, por agora faço o que me parece certo mesmo que no futuro a vida revele que fiz as escolhas erradas. Temos de saber lidar com isso e eu como mãe estou preparada.  Também não pretendo o titulo só gostava de lhes conseguir passar os ensinamentos que fazem de nós pessoas boas, os ensinamentos que as guiem toda a vida e que sempre que estiverem com duvidas escolham o certo. A minha mãe não era uma pessoa fácil, se calhar eu também não sou, mas era a minha mãe e faz-me falta. Íamos juntas á compras, tomar um cafézinho depois do almoço, dar uma volta ao El Corte Inglês para ver as novidades, … e agora essa companhia desapareceu, é tão estranho. 

Bom dia


Maggie

6 comentários:

Mãe Sabichona disse...

Vê-se nestas palavras que está em paz com a sua mãe. E se há coisa que o luto precisa é que estejamos em paz com aqueles que partem.

esperto que nem um alho disse...

Acredito que a generalidade das mães, fazem o que julgam ser melhor para os filhos. Se erraram, não foi deliberadamente (pois se o fosse, não era erro) e o mundo muda tanto numa geração, que é normal que os ensinamentos dos nossos pais estejam desfasados no tempo, como os nosso estarão, em relação aos nossos filhos.
Tudo é passível de ser corrigido, menos a perda definitiva. Aí é que não há nada a fazer... :(

Rute disse...

Ser mãe não é fácil mas acredito que todas tentamos fazer o melhor

MAG disse...

Mas era tua e única! Assim como tu também serás única à tua maneira :)Muita força!

patricia disse...

Não existem mães perfeitas! Temos as nossas que como dizes não são perfeitas mas são as que temos e é normal tens saudades da tua mãe.
Também tenho a certeza que és uma boa mãe, e que estás a criar umas meninas com princípios e isso é o mais importante.
O sentimento de perda é normal... falta -te algo... a companhia...
Um bj enorme enorme
Patrícia Antunes

Nany disse...

Como diz uma amiga minha: são as mães que temos, mas elas também podem dizer o emsmo em relação às filhas.
Tal como não existem pessoas perfeitas, também não existem mães perfeitas, existem é algumas pessoas que nos querem fazer acreditar que sim.
Bjs