quinta-feira, novembro 05, 2015

as escolas privadas não são todas elitistas 2

e a prova disto é que há umas semanas ia eu a subir a rua para a escola onde andam as minhas filhas, uma rua de dois sentidos mas porque tem sempre carros estacionados ora de um lado ora do outro, nem sempre se circula livremente. Dizia eu que ia a subir a rua, ao volante do meu modesto carrinho, na minha mão, quando um carro em sentido contrário (desce a alta velocidade), e decide ultrapassar outro que circulava mais devagar e por pouco não vinha para cima de mim. Ora eu não sou de apitar, nem de berrar pela janela nem nada do género, limitei-me a uma expressão facial de desagrado mas fui brindada por berros vindos de uma labrega, sim só uma labrega acha que tem razão, que tem direito a tudo e que é tudo dela, quando não tem razão nenhuma. Berrou bem alto para mim, assim que me passou ao lado:" o que é que foi, paaaaaá!", num tom ameaçador. 16:30, uma avó descabelada ao volante de um carro berrava á porta da escola. Se tivesse vindo para cima de mim e me tivesse partido o carro de certeza que se achava cheia de razão e com o calibre da senhora eu ainda me sujeitava a levar uma carga de porrada, ahahahahaha. 
(só para mostrar á anónima que veio até deixar um comentário mal educado, rancoroso e até racista (comentário que não publicarei obviamente), que gente mal formada, mal educada e "pobre" também frequenta a escola privada, boa?)

Beijinho


Maggie

2 comentários:

ana disse...

Bem, ser mal educada/o não escolhe classe social, e tanto se pode ser grosseiro ao volante de um fiat punto como de um audi Q7. Isto não tem nada a ver com elitismo, parece-me, quando muito com a relação (inexistente) entre a conta bancária e os princípios/valores de vida.
Já agora, e para provocar um bocadinho, se eu tivesse a possibilidade de ter as minhas filhas numa escola privada, só me interessava uma bem elitista - leia-se, tinha de ser uma escola de topo em qualidade de educação, em valores, em atividades extra, tudo. Para apanhar com todo o tipo de gente, existe a escola pública, onde já contamos com a lotaria.

Maggie F. disse...

Obrigada Ana pela tua provocação, hahaha. Tu sabes que eu gosto de provocações desde que deixadas com respeito e educação. A questão é mesmo essa, é que até nas escolas mais elitistas há de tudo não é só na escola pública,
Beijinho