sexta-feira, dezembro 18, 2015

as grávidas e as prioridades

Não sei como funciona com as outras mulheres grávidas mas comigo não tem sido fácil. No supermercado coloco-me na caixa prioritária, a funcionária faz de conta que não me vê e as clientes, normalmente velhotas também tentam não me ver. Ontem no comboio dirigi-me para os assentos prioritários, estava já uma grávida sentada e a outra senhora não lhe vi qualquer prioridade mas não se levantou. Acabou por ser uma outra senhora que não estava sentada num lugar reservado a dar-me o lugar, agradeci, recusei algumas vezes, era o que faltava então com lugares reservados porque havia de se levantar uma pessoa sentada num lugar comum? acabei por aceitar porque a senhora insistiu muito. Na CGA vi prioridades para entrega de processos pelas empresas, solicitadores e advogados mas nenhuma referencia a grávidas, deficientes, etc. Vá lá que no IMTT deram-me uma senha prioritária. Ora bem, não sou pessoa de dar prioridade só porque sim, (mas se vir alguém que precise obviamente insisto para passar  na minha frente), mas por isso nunca me sento em lugares reservados nem me coloco em caixas prioritárias nos hipermercados. Porque será que as pessoas o fazem se não tencionam dar a vez? E a funcionária que está na caixa prioritária não deveria ter atenção aos clientes na fila? Senão pretendem dar a vez não se coloquem nessas filas, é tão simples. É que é difícil não ver uma grávida quase a entrar nos 8 meses de gestação, caramba!

Até mais logo


Maggie

4 comentários:

TheNotSoGirlyGirl disse...

Eu nessa situação do supermercado, quando chegasse à caixa, pedia calmamente o livro de reclamações. Quer dizer, essa funcionária devia ter-te te chamado e dado prioridade. Uma barriga de quase 8 meses já não passa despercebida! Quanto aos lugares no comboio, isso é simplesmente falta de civismo e egoísmo.

Nunca me sento em lugares prioritários, no entanto a verdade é que vão sempre ocupados. E muitas vezes acabo por ser a pessoa que não está sentada num lugar prioritário e dá o seu lugar a um velhote, a uma gravida, ou a uma criança porque não vejo mais ninguem a levantar-se. É lamentável a sociedade de hoje :/

Anónimo disse...

A mim aconteceu gravida de 8 meses da terceira filha , no corte inglês no elevador cheio uma senhora querer entrar e vira-se para mim a pedir para encolher a barriga. Eu sei parece anedota mas aconteceu. Felicidades para o Manel e restante família .

AMOR XXS disse...

Estava eu (e a minha barrigona) numa fila normal no Pingo Doce (porque a caixa prioritária estava fechada), quando a caixa ao lado abriu e a senhora pediu para que fossemos para lá por ordem de fila. Era eu a primeira mas um casal atrás de mim correu para lá! Para além de não respeitarem a ordem, nem respeitaram o facto de estar grávida. Em Portugal é assim, é a lei do chico-esperto.

Anita disse...

da primeira gravidez estava no continente a sentir-me muita mal disposta, na fila prioritária.... a minha mãe pediu para me deixarem passar que estava a sentir-me mal e houve uma senhora que se fartou de reclamar que gravidez não era doença e blá blá bla...quando a rapariga da caixa se apercebeu chamou-me logo.... minha mãe passou-se....eu nem tive forças para isso....e eu na fila prioritária....

e a falta de educação e de civismo que impera no nosso pais, infelizmente...