quarta-feira, dezembro 23, 2015

um dia destes este fio passou-me á frente dos olhos, aqui em casa …


(Omnia)

pena que não seja um presente para mim, …

(acho que ainda vou ao site comprar-me um miminho, fiquei deprimida)

O Natal deviam ser dias felizes, infelizmente este ano sem a minha mãe não vai ser fácil. Tento pôr um ar normal por mim, pelas minhas filhas, pelo meu pai e pela minha irmã mas não vai ser uma coisa natural. Soa-me a coisa forçada, tentar fazer tudo igual aos outros anos está a ser penoso, mas acho que ninguém vê. Sou boa no disfarce está visto. Na verdade gostava de ter um Natal diferente, um Natal que não parecesse Natal, para que fosse menos doloroso, do que fingir que está tudo bem. Não tenho vontade de fazer nada, muito menos almoços e jantares e pôr um sorriso na cara só porque é isso que esperam de mim. Apetece-me estar sozinha, quieta no meu canto á espera que os dias passem rápido.

A minha Mãe partiu há 3 meses e meio e o quarto dela, que já foi limpo mil vezes e com tantos produtos diferentes, que passa dias inteiros com a janela aberta para arejar, … mantém o cheiro dela!
(isto de ficar órfã de mãe aos 40 anos também custa, e se não fosse este bebé que trago cá dentro, ao contrário do que as pessoas têm a tendência de achar, ainda custaria muito mais).

Um Natal feliz para vocês


Maggie

1 comentário:

Mamã Petra disse...

Como te compreendo a minha mãe partiu à 5 meses, e também não me apetece Natal, não consegui fazer tudo como nos outros anos, normalmente em Novembro tenho tudo comprado e apenas falta organizar as refeições, este ano não me apetece comprar, não me apetece organizar, este ano queria passar pela data sem a ver, todas as minhas tradições foi ela que mas deu, foi ela que me ensinou tudo, custa muito. Por outro lado tenho tanta pena de não ter um quarto com o cheiro dela, ia ser o meu refugio, infelizmente estava acamada em estado terminal há 4 anos num lar.
Boas festas Maggie e família
.