segunda-feira, janeiro 11, 2016

para mim, pessoa de outra geração ... (aquela geração em que a honestidade ainda era ensinada)

o mais importante é a família. 
Não somos perfeitos, (isso existe?) não nos damos bem todos os dias, não partilhamos todos os interesses, não somos de andar agarrados uns aos outros mas somos leais, temos valores, somos gente honesta e sincera. E sou pessoa com quem se pode sempre contar. E ter que conviver com quem não é assim custa um bocadinho. Para mim acabou-se. As portas da minha casa fecham-se de vez para quem não merece a minha simpatia, não há volta a dar. 
Não posso com sacanice. Não dá. 
A minha família pode não ser a melhor do mundo, que não é, reconheço-lhe defeitos e virtudes (como aliás em todas as famílias) mas sinto-me sempre no dever de defender os meus. Fui educada por pais e avós que me passaram valores que nunca coloco em causa. E orgulho-me disso, tanto que ás minhas filhas passo-lhes os mesmos valores que me passaram a mim, com a certeza de que serão boas pessoas no futuro. 
Há alguma coisa mais importante do que isso? para mim não há.




Maggie

2 comentários:

TheNotSoGirlyGirl disse...

Muito bem dito. Alem disso nao é bom ter esse tipo de pessoas perto de nos. Beijinho

O Pai disse...

Eu acho que tem toda a razão!!! É sempre complicado lidar com pessoas que não se regem pelos mesmos princípios de honestidade! Eu também me passo com isso!!!! Enfim, o mundo anda cada vez pior!

O Pai,
http://www.soupai.pt