sexta-feira, março 25, 2016

este creme de rosto da Clarins

Não sou menina de ir atrás da conversa de vendedora de loja. Na realidade quando entro numa loja já sei á partida o que quero e detesto que venham impingir-me seja o que for. Não compro por impulso muito menos por sugestão de uma funcionária da loja, por isso não sei o que me deu há umas semanas quando me deixei ir na conversa, na Perfumes e Companhia. Eu entrei e fui direita aos cremes da Biotherm, os quais uso há anos, também já usei os da Clinique e não desgosto mas os meus preferidos são mesmo os primeiros. Desta vez achei que devia deixar e ser uma velha do restelo e dar uma oportunidade a um novo produto, arrependi-me. Trouxe o creme da imagem comigo e que posso dizer? não aconselho. Pode ser extraordinário para outras peles mas para a minha não serve. Fiquei desiludida e chateada comigo por ter ido atrás da conversa da vendedora, logo eu … É um creme sem cheiro, com textura de gel mas a sensação que me dá é que não penetra na pele, sinto que coloquei uma base na cara. Dá uma sensação agradável quando o coloco mas desaparece assim que passo a cara por água, é como se o creme saísse e ficasse apenas a sensação de pele ressequida, como se o creme não desse hidratação absolutamente nenhuma. E eu que tenho a pele tão seca preciso mesmo de a ter hidratada.
Resultado: preciso de comprar o meu creme com urgência, e nunca mais cair em conversa de vendedora de loja!


Maggie

Sem comentários: