quinta-feira, janeiro 05, 2017

há bebés que dormem sim


As pessoas já interiorizaram de tal maneira que os bebés não dormem que quando vêm um bebé dormir ficam admiradíssimas. Um dia destes, estávamos nós num restaurante qualquer quando a empregada já no fim vem trazer a conta e sai-se com um: "ohhh tão querido esteve sempre a dormir… não dorme à noite, pois não"? Em resposta levou um: "dorme toda a noite sim"! Foi-se embora desconfiada.
Haverá bebés que sim, que dormem mal, que dormem pouco ou que dormem mas acordam muitas e muitas vezes, mas há com certeza muitos bebés que dormem bem. Esta nossa mania portuguesa de nos queixarmos de tudo a toda a hora cria nos outros ideias erradas. Os bebés dormem, podem dormir mal, incomodar o sono dos pais, mas dormem, podem ter bebés à vontade. 
Eu ouvi sempre a mesma ladainha da minha mãe, que eu era uma desgraça, que não dormia e também era um drama para comer, e fui crescendo sempre a ouvir isto. Ahh e pela conversa da minha sogra, o filho também não comia nada, bem não morreu por isso alguma coisa devia comer. Não comia era o que ela entendia que ele devia comer mas isso já é outra conversa …
Cresci a acreditar que quando tivesse os meus filhos também seria um drama do género, mas não foi. Parece que sou uma mulher cheia de sorte e tive imensa sorte com os três, mas não. Sempre dormiram bem é certo mas nem sempre dormiram toda a noite, tiveram fases de acordar de noite e ficar a brincar e nessa altura deixava brincar 2/3 horas até terem sono de novo. Se estavam acordados seria difícil adormece-los por isso sempre respeitei dentro do possível as suas vontades. E embora seja fã de rotinas, não sou inflexível com as horas, e parece-me que o sucesso do sono está mais ou menos por aqui, no seguirmos o que nos parece o caminho certo e não ouvir palpites de outras mães, sogras, vizinha do lado … é seguir o instinto materno.
Em cada casa as coisas funcionam de forma diferente é preciso saber adaptar.
Se calhar esta questão devia ser abordada nos cursos de preparação para o parto, esta questão do não dormir, a do não comer, a das doenças, para que as mães não sofressem tanto, para que quando se deparassem com a situação fossem mais assertivas e menos queixosas, não sei parece-me útil. 




Maggie

2 comentários:

A mãe que virou noiva disse...

Quando estive grávida ouvia tantos comentários negativos desse género, que a determinada altura achei que tudo na maternidade ia ser um drama. As pessoas no geral gostam muito de dramatizar e quando as coisas até correm muito bem é sempre sinal de espanto.
Cada bebé é um bebé.
E eu na próxima gravidez vou aprender a relativizar os comentários.

Sofia Ramalho disse...

Concordo a 100%! Começa logo na gravidez com "aproveita para dormir agora porque depois..." Da-me uma raiva! Se eu era capaz de dizer isso a uma gravida, e muito menos se for primeiro filho! Pois eu tambem nao me posso queixar, tenho uma filha com 10 anos que começou a dormir toda a noite com 15 dias (so dormia eheheh), um filho com 8 anos que começou aos 2 meses e agora tenho outro menino com 4 meses que ainda nao dorme toda a noite, ainda acorda uma vez pelo menos para comer, mas nao e por isso que e uma catastrofe, se eu nao quisesse acordar a noite, nao o tinha tido, ora essa! Sao fases, e temos que estar preparados para isso, so nao acontece nas vidinhas cor de rosa que por ai andam, enfim...as vezes e so para chatear... beijinhos

ps falta de pontuacao teclado frances sorry