terça-feira, março 28, 2017

não sou boa pessoa mas sou sincera

Não sou boa pessoa, não posso ser. Falta-me a paciência e nunca vou aprender a respirar e a contar até 10 antes de começar a berrar. Cá em casa berra-se quando elas não ouvem, paciência, na verdade nem me sinto mal com isso. Claro que gostava de falar calmamente  uma vez só e as miúdas fazerem o que as mando fazer sem pestanejar, mas não acontece. Acontece em quantas casas? Cá em casa berra-se quando é preciso, temos a desculpa de ter uma casa enorme, ufa. Berra-se para irem tomar banho e para não se esquecerem de escovar os dentes. Berra-se que está na hora de ir para a cama e para avisar que é hora de jantar. E em semana de testes berra-se mais. Explico várias vezes que a matéria é para ler e que a forma mais fácil de decorar é fazer perguntas rápidas com respostas directas. Perguntas a vermelho, respostas a azul. A Maria da Graça faz as perguntas a azul e as respostas a lápis, explico a importância das cores no ajudar a decorar da matéria, não quer saber, já começou assim e agora não vai começar de novo, pensa ela. Digo para fazer a pergunta e dar logo a resposta, mas ela acha melhor fazer as perguntas todas e depois no fim, procura as respostas, explico-lhe que perde tempo, não parece importar-se e entre ranhos e tosses, coça os olhos. Eu vou buscar o Aerius, falta-me paciência para aturar a rinite alérgica. Amanhã acorda ás 6:00, que ás 6:30 quero-a pronta sentada no banco da cozinha a decorar as ultimas coisas que lhe faltam saber, ahh e vai passar a limpo as perguntas e respostas: perguntas a vermelho, respostas a azul, lamento. Sou chata como o caraças mas não desisto, sou uma seca de mãe mas não me importo. 
Vagueio por alguns blogs, queixas e mais queixas de mães que não dormem. que têm o sono atrasado, que o bebé está doente, que vomitou, que vai ao medico logo a seguir ás vacinas, … e parecem-me queixas tontas, afinal isto é ter um bebé. Uns mais fáceis do que outros mas os bebés dão trabalho, não sabiam? decido cortar, não tenho paciência para queixinhas deste género, caramba qual é o bebé que não acorda de noite? Pior são as miúdas com a mania que já são gente, armadas em espertas, e pior, logo duas. Hoje de manhã ao sair a porta de casa, arrumam-se as mochilas lá atrás, elas sentam-se no carro e eu entre fechar a porta de casa e ligar o alarme com o Manel ao colo, corro para me despachar. Manel sentado, eu sentada, o carro ligado e passa uma senhora com alguma idade, nós atrasadas. Passeia o seu cão e lembra-se de vir meter conversa. Faz sinal para parar, ainda nem tinha arrancado, pergunta calmamente se não preciso de alguém para limpar a casa, respondo que já tenho obrigada, falta-me paciência. Caramba logo de manhã, não dava para colocar um papelinho na caixa do correio? Se houver interesse liga-se, agora logo ás 7:50 com 3 crianças no carro …
Falta-me paciência para me fazer simpática com professores, pais que conheço mal ou até com a senhora do café, estamos no fim do 2º periodo, estou cansada. De manhã não estou para conversas com quem não conheço, também me falta a paciência. Não sou boa pessoa, ou então estou só cansada e sem paciência. Na verdade tenho preocupações maiores (como toda a gente) e a paciência é uma qualidade que estou a perder rapidamente com a idade. Na verdade nunca tive muita.

Calma, isto corre bem melhor quando o pai está em casa, não porque elas se portem melhor mas porque não quero que o homem pensei que enlouqueci!

Boa noite


Maggie

4 comentários:

Catarina disse...

Bom dia!
Lá em casa também grito muito...mas confesso que gostava de não o fazer. O problema é que ando sempre a 1000 à hora, descanso pouco e depois falta-me a paciência com os míúdos (ela com 6 e ele com 3). Eles é que estão certos, vivem com um ritmo calmo, que eu não consigo ter e depois sinto-me culpada :(
Então de manhã, é a loucura para tentar que a minha filha não chegue atrasada à escola (entra às 8h30). A palavra mais dita de manhã é "despachem-se"...sinto que estou sempre a correr e não gosto :(
Concordo contigo, um bebé não dá assim tanto trabalho, para mim o problema é mesmo quando eles começam a crescer e as birras a sério aparecem!
Beijinhos, não estás sozinha :)

mumdream disse...

Ahahah, é bom saber que não sou a única que berra com os filhos, felizmente para mim, as manhãs são a parte mais sossegada do dia, em que andamos todos em modo piloto automático. Já os finais de dia, são os mais caóticos, quando já estamos todos cansados, sem paciência e acabamos todos a fazer "birra", mas isso não faz de nós más pessoas, acho que só faz de nós humanos ;)

ana disse...

Cada idade tem os seus desafios e cuidar de bebés pode ser muito, muito desgastante (nem todos têm bebés fáceis, atenção...). Por isso não julgo as queixas dos outros, cada um sabe de si, mas também não vejo grande interesse em fazer disso assunto para o mundo. Quem está verdadeiramente exausto tem lá tempo e paciência para ir queixar-se para blogues e fb!
Agora acordar a pobre da miúda às 6??? Pobrezinha!!!! Eu às 6, mesmo que conseguisse acordar, provavelmente nem do meu nome me lembrava! Gabo-te/vos a aplicação!
Eu, pelo contrário, com a idade, estou a ficar mais paciente. No outro dia, a B. dizia-me com ar de medo "mãe, estás estranha, já não gritas comigo. o que se passa?". Nada de grave, espero.

Vidas da Nossa Vida disse...

Eu tento não gritar, nem sempre consigo, e queixo-me das horas de sono em atraso... só porque já são muitas, muitas... E queixo-me e choro de cansaço, no escuro. lá em casa ri-se e grita-se, chora-se, dão-se gargalhadas e vive-se com muita intensidade! Bjs