sexta-feira, maio 12, 2017

de Fátima

Isto da Fé é um assunto privado. É um tema que toca todos de forma diferente e que ajuda sim quem é crente, mas vive-se interiormente. Não há necessidade de ir em ajuntamentos de 1 milhão de pessoas e postar a foto no Facebook para dizer que se está lá. Deus sabe quem está e quem não está com ele diariamente. O meu Deus nunca me fez prometer nada nem me aliciou com promessas a Fátima. Não sei o vosso o que vos diz mas o meu está comigo sempre. Apoia-me e ajuda-me sem contrapartidas da minha parte, é assim a amizade que temos, e o companheirismo. Quem é crente vai a Fátima em qualquer dia da semana e em qualquer mês do ano, sem necessidade de ver e ser visto pelos outros. A Fé de cada um é individual e interior, nunca aceitarei como certo que se façam sacrifios de joelhos e de rastos. Infelizmente a fé é vivida de uma forma demasiado publica e com direito a espetáculo! Um espetáculo pouco católico, diga-se de passagem.

Não gosto de todo o folclore que se faz à volta de Fátima, de Deus e do Papa.


Maggie

1 comentário:

Alex disse...

Eu sobre Fátima já nem teço comentários. Acho sinceramente que cada um deve fazer o que melhor a sua consciência mandar.
Acredito que as pessoas no dia de hoje estejam pessoas presentes que nem católicas sejam, assim como acredito que a maioria dos católicos nem saem de casa. Não quer dizer que haja uma posição correcta.
Acredito que a energia sentida numa procissão das velas neste ambiente seja poderosa. Mas como em tudo depende da intenção com que as pessoas vão e fazem as coisas.
Uma metáfora, eu até gosto e simpatizo com o Cristiano Ronaldo e nem por isso o vou esperar à saída do aeroporto, não é por esse motivo que gosto mais ou menos dele. Do papa é igual, ou por protagonismo, ou porque veneram mesmo ou até mesmo só para um dia dizerem eu estive lá. e porque não? :)